Aeronaútica

Luz verde para Aeroneo desmontar aviões em Beja

(DR)
(DR)

O projeto prevê um investimento de oito milhões de euros e a contratação de até 80 pessoas.

Foi esta sexta-feira publicado em Diário da República o despacho que desbloqueia o processo de instalação das infraestruturas aeronáuticas da empresa portuguesa Aeroneo em Beja. O empreendimento consiste numa unidade de valorização de ativos aeronáuticos por via da gestão integral de aviões em fim de vida.

A Aeroneo, com sede em Portugal e participada pela suíça GreenParts Holding, prevê contratar com esta empreitada 30 pessoas, no primeiro ano de funcionamento da unidade, sendo que este número poderá chegar aos 80 nos anos seguintes. O investimento previsto é de oito milhões de euros, ocupando uma área de 7.500 metros quadrados. A operação será feita através de um processo sustentável ecologicamente.

A empresa tinha previsto instalar esta unidade na Tunísia e, em 2011, estava a finalizar acordos com o governo tunisino para instalar as infraestruturas na base de Touser. A Primavera Árabe veio alterar a estratégia da Aeroneo, que decidiu mover a operação para Beja, num processo que se arrastou por dois anos.

Em abril, o projeto foi aprovado em Conselho de Ministros e esta sexta-feira foi publicado o despacho em Diário da República que permite o arranque dos trabalhos. Em comunicado, a Câmara Municipal de Beja congratula-se com a publicação, indicando que a instalação da Aeroneo “representa um importante passo para o desenvolvimento da região e o início do que poderá ser um cluster aeronáutico, promotor de emprego e impulsionador de novas dinâmicas de crescimento económico”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Luz verde para Aeroneo desmontar aviões em Beja