Maior empregador de Torres Vedras despede até meia centena de trabalhadores

A fábrica Eugster Frismag de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, possui 1.060 trabalhadores e faturou 118 milhões de euros em 2019

A fábrica Eugster Frismag, de Torres Vedras, fabricante de pequenos eletrodomésticos, vai despedir entre 40 a 50 trabalhadores até ao final deste mês por redução de encomendas e de faturação, disse, nesta quinta-feira, o seu diretor-geral.

João Cachatra afirmou à agência Lusa que, até ao final do mês, serão despedidos entre 40 a 50 trabalhadores, recrutados pela fábrica através de uma empresa de trabalho temporário, com a qual tem contrato.

“Um cliente que, em 2007, transferiu toda a sua produção para a Frismag e que tinha um peso de 14% na nossa faturação, decidiu retomar a produção ao deslocalizar a sua fábrica da Suíça para a Hungria”, justificou.

A rescisão do contrato com a multinacional já vinha a ser preparada desde há dois anos.

O diretor-geral adiantou que “são normais as flutuações deste mercado dos pequenos eletrodomésticos de grande consumo” e que, entre 2017 e 2018, a fábrica despediu 70 dos 1.100 trabalhadores que tinha.

Com a perspetiva de crescimento de outros clientes, a fábrica espera minimizar em 5% as perdas de faturação já este ano e repor a faturação de 2019 nos próximos dois anos.

A empresa está a concluir um investimento de 10 milhões de euros em obras de melhoria das condições de operação e de ampliação da fábrica, o que vai permitir, numa segunda fase, ampliar em 20% a área de produção.

A fábrica Eugster Frismag de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, possui 1.060 trabalhadores e faturou 118 milhões de euros em 2019 com o fabrico de pequenos domésticos, em grande parte máquinas de café.

Além de Torres Vedras, a multinacional tem três fábricas na Suíça e outra na China.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de