Metro de Lisboa

Metro. Extensão da linha Vermelha já transportou mais de 102 milhões de pessoas

(Orlando Almeida / Global Imagens)
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Só nos primeiros sete meses deste ano as estações de Alameda e São Sebastião foram utilizadas por mais de 5,4 milhões de clientes.

A ligação do Metro de Lisboa entre as estações da Alameda e São Sebastião, que permitiu unir a linha Vermelha às outras três linhas, registou já a passagem de mais de 102 milhões de passageiros, foi hoje anunciado.

Na quarta-feira assinalam-se nove anos desde que o troço do Metro de Lisboa entre a Alameda (linha Verde) e S. Sebastião (Vermelha) foi inaugurado, depois da remodelação da estação Saldanha (linha Amarela) e São Sebastião (linha Azul) e da inauguração das estações Saldanha II e São Sebastião II, para servir a linha Vermelha.

De acordo com um comunicado divulgado pelo Metropolitano de Lisboa, em nove anos, 102 milhões de passageiros utilizaram as estações remodeladas e inauguradas em 2009.

O prolongamento da linha Vermelha até São Sebastião permitiu “reduzir os tempos de viagem em cerca de um minuto” entre as estações e “terminou com a necessidade de fazer transbordo entre as linhas”.

Só nos primeiros sete meses deste ano as estações de Alameda e São Sebastião foram utilizadas por mais de 5,4 milhões de clientes.

A linha Vermelha do metro de Lisboa foi ainda alargada, em 2012, até ao Aeroporto, o que permite servir os milhões de pessoas que escolhem a capital portuguesa para visitar ou em trabalho.

“Este prolongamento tem vindo a ter uma importância crescente para a diminuição da utilização do transporte individual e a consequente diminuição de gases poluentes emitidos para a atmosfera no eixo central da cidade de Lisboa”, pode ler-se no comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira. Fotografia: Direitos Reservados

Archer Mangueira garante solução para dívida a empresas até final do ano

Angola

Construtoras querem solução para problemas das dívidas de Angola

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Outras touradas do Orçamento: as medidas mais arriscadas

Outros conteúdos GMG
Metro. Extensão da linha Vermelha já transportou mais de 102 milhões de pessoas