Maria Luís. "Nós não colocámos dinheiro dos contribuintes no Novo Banco"

Ex-ministra das Finanças diz que não foi gasto dinheiro público no Novo Banco. Fundo de Resolução injetou 4,9 mil milhões, 3,9 mil milhões do Estado.

A ex-ministra das Finanças e deputada do PSD Maria Luís Albuquerque garantiu hoje no debate sobre sistema financeiro no Parlamento que o PSD não colocou dinheiro dos contribuintes no Novo Banco, uma afirmação que levantou um forte burburinho das bancadas da esquerda.

"Nós não colocámos dinheiro dos contribuintes no Novo Banco", afirmou, perante os protestos da esquerda. Maria Luís justificou, dizendo que o capital foi da responsabilidade do Fundo de Resolução. E foi mais longe.

Não venham dizer que tirámos dinheiro aos contribuintes. Se alguém o puser serão vocês e a responsabilidade será vossa", atirou à bancada socialista.

O Fundo de Resolução injetou 4,9 mil milhões de euros no Novo Banco, que ontem recebeu quatro propostas de compra. Deste valor, 3,9 mil milhões de euros foram colocados pelo Estado.

A ex-ministra mostrou-se ainda "ofendida" com o deputado do PCP Miguel Tiago, que a acusou de mentir.

"É grave. Já não é a primeira vez e é uma ofensa. Sinto-me ofendida e das muitas vezes que o PCP me acusou de mentir eu provei que não tinha mentido e é importante recuperar essa memória também", afirmou, perante palmas e burburinho das bancadas.

Miguel Tiago tinha acusado Maria Luís de "fazer malabarismo" com a informação relativa ao crédito malparado. "A senhora deputada tudo fez para ocultar, para esconder dos portugueses a verdadeira situação da banca. Para manter viva a narrativa da saída limpa a senhora deputada fez tudo, incluindo mentir."

Maria Luís garantiu ainda que o PSD não está contra a recapitalização da CGD mas quer saber quanto será preciso e como será feito o processo, antes deste estar concretizado, dizendo que os quatro ou cinco mil milhões que têm vindo a ser referidos não é um "valor razoável face ao que se conhecia".

 

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de