Coronavírus

McDonald’s, Nestlé, Sonae,Esporão com colaboradores a trabalhar a partir de casa

8. Computadores e tablets ficam desatualizados rapidamente e desvalorizam-se rapidamente

Teletrabalho é a nova palavra de ordem nas empresas nacionais para conter a infeção do Covid-19. É a nova realidade para milhares de trabalhadores.

Teletrabalho é a nova palavra de ordem nas empresas em Portugal, medidas com vista a conter a infeção pelo Covid-19 e proteger os colaboradores deste surto. McDonald’s, Nestlé, Esporão e Sonae juntam-se a empresas como a EDP e estão a enviar centenas de colaboradores trabalhar a partir de casa.

É o caso da McDonald’s. “De acordo com as últimas recomendações da Direção-Geral de Saúde que solicita a todas as empresas que tenham capacidade para organizar o seu trabalho dentro de um quadro de teletrabalho ou home office e na sequência desta medida que muitas outras empresas têm vindo também a adotar, a Mcdonald’s Portugal decidiu alargar a sua Política de Mobilidade, implementada há já mais de um ano no seu escritório, a todos os dias da semana para os colaboradores da sede, com efeitos a partir hoje”, confirma fonte oficial da cadeia de restauração ao Dinheiro Vivo.

“O escritório continua aberto para quem tiver necessidade de se deslocar ao mesmo”, diz a mesma fonte. Esta medida abrange cerca de 100 colaboradores, para aqueles que não podem exercer as suas funções de forma remota, a cadeia “reforçou as orientações internas, com base nos critérios definidos pela Direção Geral de Saúde.”

Na Nestlé a recomendação é, sempre que possível, os trabalhadores trabalhem a partir de casa. “A Nestlé deu indicação a todos os seus colaboradores para que, salvo motivos críticos, todos tirem partido da política de flexibilidade laboral que a Nestlé tem já implementada no nosso país e que lhes permite trabalharem a partir de casa”, adianta fonte oficial da multinacional.

“Estamos a desenvolver todos os esforços para manter seguros, durante o surto de coronavírus, todos os nossos colaboradores, parceiros de negócio e comunidades onde estamos inseridos. Assim, além dos nossos rígidos padrões normais de higiene, implementámos medidas de segurança adicionais em todos os nossos locais de trabalho”, refere a mesma fonte.

Em Portugal, a multinacional tem mais de 2 mil colaboradores, sendo que esta medida de teletrabalho está a ser adotada sobretudo pelos colaboradores ligados à sede, em Linda-a-Velha, que acolhe cerca de mil colaboradores.

Restringir viagens de trabalho, reuniões presenciais e ações de formação foi outra das medidas determinadas pela multinacional. “Como precaução, pedimos a todos os colaboradores para que não façam viagens de trabalho internacionais até dia 15 de abril e esta indicação foi dada no passado dia 25 de fevereiro. As exceções a esta regra necessitam de aprovação pelo diretor-geral ou até mesmo pelo diretor da zona geográfica onde a Nestlé Portugal se insere: a Zona EMENA (Europa, Médio Oriente e Norte de África)”, refere fonte oficial da companhia.

Leia ainda: 50% das agências de comunicação já estão a trabalhar a partir de casa

“Pedimos também aos colaboradores para que, sempre que possível, substituam as viagens domésticas por outras alternativas”, diz ainda. “Em relação a reuniões e conferências, estão já a ser substituídas por comunicações via digital (skype e outras ferramentas). “Todos os cursos de formação ministrados pela companhia para os seus colaboradores também se encontram suspensos até dia 30 de abril.”

A Sonae e todas as suas participadas estão igualmente a permitir aos colaboradores trabalharem de forma remota. O grupo tem um plano de contingência preparado, com medidas ativadas de acordo com o nível de risco previsto.

“A Sonae e as suas participadas decidiram tomar medidas preventivas proativas, tendo em conta a análise específica de cada negócio. No caso específico de trabalho remoto, esta é uma prática que se pode aplicar a muitas das funções exercidas pelos colaboradores. Nesse sentido, algumas das participadas já estão a implementar esta medida preventiva”, informa fonte oficial da Sonae, sem adiantar quantas pessoas do grupo estão a cumprir as suas funções laborais a partir de casa.

“Esta ação permite reduzir eventuais riscos e reforçar a continuidade das operações, que são essenciais para o bem-estar da comunidade”, justifica a mesma fonte. “As atividades dos negócios continuarão a ser desenvolvidas com total normalidade, tendo sido incorporadas na atuação as recomendações das várias organizações”.

Dos 313 trabalhadores do Esporão, desde esta quinta-feira 51 colaboradores estão a partir desta quinta-feira a trabalhar a partir de casa. A medida abrange “todos aqueles que podem desempenhar a sua função remotamente, estão a fazê-lo. Temos ferramentas e serviços preparados para que seja possível trabalhar online”, refere Elsa Ramos, diretora de Recursos Humanos do Esporão, ao Dinheiro Vivo.

No caso dos trabalhadores ligados ao trabalho agrícola, a companhia tem “medidas já definidas”. “E estamos ainda a desenvolver mais, com um objetivo bem claro, dar o melhor contributo para que o problema se resolva, com o mínimo de impacto possível”, diz Elsa Ramos. “A equipa agrícola, bem como as áreas de enchimento, enologia e Enoturismo, na sua maioria, desenvolvem um tipo de atividade que exige a sua presença física, pelo que temos medidas transversais e específicas, de acordo com a realidade de cada equipa”.

Entre as medidas já implementadas está a reorganizar das equipas de trabalho para que sejam mais pequenas, reduzindo os momentos e espaço de interação física entre as equipas; reorganizar e alinhar os transportes coletivos próprios; desfasar horários de utilização de refeitório e, em casos específicos, fazer uma pausa temporária no serviço de refeições, enumera a responsável de recursos humanos.

*Com Ilídia Pinto

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

McDonald’s, Nestlé, Sonae,Esporão com colaboradores a trabalhar a partir de casa