Mecachrome investe 30 milhões em fábrica em Évora

Praça do Giraldo, Évora (D.R.)
Praça do Giraldo, Évora (D.R.)

Uma nova fábrica de componentes metálicos para o setor aeronáutico vai "nascer" em Évora, num projeto da empresa portuguesa Mecachrome Aeronáutica que envolve 30 milhões de euros de investimento, prevendo criar 600 postos de trabalho.

A Mecachrome, que já possui uma outra fábrica de componentes aeronáuticos em Setúbal, revelou à agência Lusa que as obras da unidade de Évora estão previstas arrancar já em setembro, para que o início da produção possa acontecer dentro de um ano, ou seja, em “setembro de 2016”.

O investimento global planeado ascende aos “30 milhões de euros”, incluindo “a construção da fábrica e a aquisição de máquinas”, segundo informações dadas à Lusa pela empresa.

O projeto vai ser implantado no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora (PIAE), num terreno de 50 mil metros quadrados, com a autorização de construção a abranger 25 mil metros quadrados.

De acordo com informações da Mecachrome consultadas pela Lusa, a fábrica vai ter uma área aproximada de 22 mil metros quadrados, dividindo-se a construção em duas fases, a primeira com 13.500 metros quadrados e a segunda com os restantes 9.300.

O objetivo da empresa passa por “crescer em Portugal” e, através da nova unidade, pretende “alargar o leque de clientes” e “crescer ao nível dos recursos humanos”.

No global, a empresa pretende que, “até final de 2020”, a fábrica de Évora possua “600 trabalhadores”, estando planeada a criação de um centro de formação nas próprias instalações.

A produção na outra fábrica da Mecachrome Aeronáutica em Portugal, instalada no BlueBiz — Parque Empresarial da Península de Setúbal e dedicada, em exclusivo, à área da aeronáutica, começou em setembro de 2014.

Segundo a empresa, essa fábrica emprega já 65 trabalhadores, estando planeado que atinja os 100 funcionários, até final deste ano.

Com 75 anos de existência, o grupo conta com 14 fábricas em cinco países (França, Canadá, Tunísia, Marrocos e Portugal), em três setores de atividade: automóvel, energia e aeronáutica.

No Parque de Indústria Aeronáutica de Évora funcionam já duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer (uma de estruturas metálicas e outra de materiais compósitos) e encontra-se em fase de instalação uma unidade fabril da empresa Air Olesa, igualmente para fabrico de componentes para a aeronáutica.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Mecachrome investe 30 milhões em fábrica em Évora