transportes

Medway mantém reparação de comboios nas oficinas da EMEF

Carlos Vasconcelos, administrador da Medway. (Fotografia: DR)
Carlos Vasconcelos, administrador da Medway. (Fotografia: DR)

Empresa ferroviária de mercadorias vai explorar instalações da empresa de manutenção de comboios no Entroncamento. Vai contratar mais de 50 pessoas.

A Medway vai manter a reparação de vagões e locomotivas nas oficinas da EMEF do Entroncamento. A empresa de transporte ferroviário de mercadorias liderada por Carlos Vasconcelos chegou a acordo na terça-feira, 2 de abril, com a empresa de manutenção de comboio do grupo CP. O anúncio foi feito duas semanas depois de ter abandonado o projeto de criação de uma unidade autónoma em parceria com a EMEF. A Medway, depois deste negócio, vai contratar mais de 50 pessoas nos próximos meses.

“Em resultado das negociações havidas e do empenho em encontrar uma solução que valorize o sector, a Medway assinou anteontem, dia 2 de abril, o contrato de concessão e exploração das instalações onde já eram efetuadas as operações de manutenção do seu material circulante, permitindo assim rentabilizar o investimento público realizado ao longo dos tempos, a par com a criação de condições de especialização e desenvolvimento de competências de manutenção das suas locomotivas e vagões”, destaca a Medway em nota de imprensa enviada esta quinta-feira.

Além de ser a atual concessionária destas instalações, a antiga CP-Carga vai promover a “reabilitação das instalações por forma a restituir as necessárias condições de habitabilidade e de segurança no trabalho”.

A empresa detida pelo grupo MSC vai ainda contratar mais de 50 pessoas nos próximos meses com “competência no saber fazer específico que caracteriza esta atividade”.

A Medway, nas oficinas do Entroncamento, vai realizar a manutenção de mais de 20 locomotivas movidas a gasóleo e de 2500 vagões para transporte de mercadorias.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Os grupos retalhistas têm planos de novas aberturas para o próximo ano. Foto: D.R.

Em dois anos abriram em Portugal quase 300 supermercados

Manuel Fernando Araújo/LUSA

Lesados do BES/Banif: 3.594 pedidos de recuperação de créditos podem avançar

(Amin Chaar / Global Imagens)

CTT vai distribuir entregas urgentes da Revolut em Portugal e Espanha

Outros conteúdos GMG
Medway mantém reparação de comboios nas oficinas da EMEF