Telecomunicações

Meo é o primeiro operador em Portugal a chegar à Apple TV

João Epifânio, Altice Portugal. (Foto cedida por Altice Portugal)
João Epifânio, Altice Portugal. (Foto cedida por Altice Portugal)

Altice quer liderança no serviço de TV, o único segmento que ainda não lidera. É o segundo maior operador em número de clientes depois da NOS.

O Meo vai passar a estar presente na Apple TV, anunciou João Epifânio, administrador com o pelouro da área de consumo da Altice Portugal, durante o congresso da APDC, a decorrer até quinta-feira, no CCB, em Lisboa.

“Somos o primeiro (operador) em Portugal e o primeiro líder de mercado a nível mundial a lançar este projeto de integração com a Apple”, referiu o administrador. O projeto envolveu uma equipa de 50 colaboradores da Altice Portugal e da Altice Labs, num total de 20 mil horas de trabalho, que envolveu “várias equipas da Apple de diferentes geografias”.

“É uma parceria que vai marcar o futuro da televisão”, defende Alexandre Fonseca, CEO da operadora. “A Apple escolheu o Meo para seu parceiro nesta iniciativa, acrescentando valor a sua oferta, ajudando-nos a dar passos sólidos na liderança de TV”, destaca.

A operadora definiu com meta a liderança no segmento de televisão. “Ver televisão hoje é consumir conteúdo do que este serviço permite”.

Alexandre Fonseca, Altice Portugal

Alexandre Fonseca, Altice Portugal

A Apple TV 4K HDR, 64GB, vai estar disponível online e nas lojas Meo por 219,99 euros ou em 24 prestações de 7,50 euros por mês com um pagamento inicial de 39,99 euros, juros. Além disso, em lojas MEO selecionadas, representantes de vendas especializados ajudarão os clientes a conhecer os benefícios e funcionalidades do Meo na Apple TV 4K, referiu o administrador com o pelouro de consumo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Sarah Costa/Global Imagens

Tomás Correia, Montepio e BNI Europa. O que está por detrás das buscas

A coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila
(TIAGO PETINGA/LUSA)

Frente Comum diz que é “inaceitável” negociar salários depois do orçamento

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos. MÁRIO CRUZ/LUSA

CGTP apela ao PM para negociar salários no Estado antes do Orçamento

Meo é o primeiro operador em Portugal a chegar à Apple TV