indústria farmacêutica

Mercado de medicamentos sobe em 2015

Venda de medicamentos a subir em 2015
Venda de medicamentos a subir em 2015

O valor do mercado português de medicamentos alcançou em 2015 um crescimento de 3,9%, alterando a tendência depois de seis anos de quedas consecutivas

O valor do mercado português de medicamentos alcançou em 2015 um crescimento de 3,9%, o que alterou a tendência depois de seis anos de quedas consecutivas, de acordo com um estudo Setores Portugal “Indústria Farmacêutica” publicado pela Informa D&B.

As vendas de medicamentos em farmácias em Portugal continental situaram-se em 2.491 milhões de euros em 2015, face aos 2.398 milhões contabilizados no ano anterior, “esse valor está todavia longe do máximo de 3.353 milhões de euros do ano 2008”, revela o estudo.

A balança comercial do setor apresenta um saldo deficitário, acima dos 1.200 milhões de euros, quase mais 30% do que em 2014. Esta subida é uma “consequência do maior crescimento das importações em relação às exportações”, frisa o estudo.

Em números, as vendas no exterior do setor aumentaram em 2015 2,4%, enquanto as importações cresceram 17,2%.

Em 2014 operavam em Portugal 111 empresas dedicadas à fabricação de especialidades farmacêuticas, face a 108 em 2013 e 104 em 2012.

Lisboa é a principal zona de concentração de laboratórios, de forma que 85% das 40 principais empresas do setor estão sediadas neste distrito. Só cinco destas companhias empregavam em 2014 mais de 250 trabalhadores e 26 contavam com um quadro de pessoal entre 50 e 250 pessoas.

O capital estrangeiro tem uma grande importância no setor, destacando-se o de origem suíça, britânica, espanhola, alemã, italiana, francesa e americana.

Neste sentido, mais de 30 das 40 primeiras empresas do setor estão participadas maioritariamente por acionistas estrangeiros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva.
Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Reforma aos 60 anos sem cortes custaria 730 milhões em 2019

eletricidade

Polémica CAE vs CMEC. Afinal quem está ou não a cumprir a lei?

Foto: D.R.

Coca-Cola vai reduzir 12% do açúcar nas bebidas até 2020

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Mercado de medicamentos sobe em 2015