Vendas

Perfumaria e cosmética cresce 1,2% em 2016 no mercado Ibérico

Venda de perfumes cresce. Fotografia: D.R.
Venda de perfumes cresce. Fotografia: D.R.

As vendas de perfumaria e cosmética em Portugal e Espanha subiram, No final de 2016 estimou-se um volume de negócios de 4890 milhões de euros

Após uma trajetória descendente entre 2007-2014, o valor do mercado ibérico de perfumaria e cosmética cresceu em 2015, num contexto de recuperação do consumo privado e da conjuntura económica geral, tendência que se consolidou em 2016, de acordo com o estudo Setores Mercado Ibérico “Perfumaria e Cosmética” publicado pela Informa D&B.

As vendas de perfumaria e cosmética em Portugal e Espanha subiram em 2015, e no final de 2016 estimou-se um volume de negócios de 4890 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 1,2% face a 2015. O mercado espanhol cresceu 1,5%, para 4029 milhões de euros, ao passo que em Portugal manteve a tendência descendente (-0,5%), situando-se em 803 milhões de euros.

O segmento dos produtos de cuidados da pele é o mais importante, representando 28% das vendas totais em Portugal e Espanha em 2015, seguido dos produtos de higiene (26%), cuidados para o cabelo (19%), perfumes e fragrâncias (18%) e cosmética decorativa (9%).

Em 2015 as exportações portuguesas cresceram em 2015 (+6,9%), após dois anos consecutivos de quebras, ascendendo a 155 milhões de euros, e as espanholas mantiveram a curva ascendente, situando-se em 2958 milhões de euros, 7% mais do que em 2014, e 60% acima do valor registado em 2009. Portugal, Alemanha, Reino Unido, França e Estados Unidos são os principais destinos das exportações espanholas, enquanto Espanha, Angola e Reino Unido constituem os destinos mais importantes para as empresas portuguesas.

As previsões de curto prazo apontam para um crescimento ligeiro das vendas de produtos de perfumaria e cosmética no mercado ibérico. No final de 2016 é expectável um volume de negócios de 4890 milhões de euros, um crescimento de 1,2% face a 2015, enquanto em 2017 é previsível que a tendência altista se mantenha.

Em 2015 o setor era constituído por cerca de 380 empresas, das quais 280 se situavam em Espanha e as restantes em Portugal. A estrutura empresarial apresentava uma forte concentração da oferta, detendo as cinco maiores empresas uma quota de mercado conjunta em Espanha próxima dos 40%, ao passo que em Portugal a quota de mercado das cinco maiores era de 36%.

Aproximadamente 65% das empresas espanholas situam-se na Catalunha e em Madrid. Em Portugal, mais de 40% estão sediadas na região de Lisboa, seguida da região do Norte com cerca de 30%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Perfumaria e cosmética cresce 1,2% em 2016 no mercado Ibérico