Distribuição

Mercadona acorda salário de 1300 euros e medidas sociais

A Mercadona abre no verão o primeiro supermercado em Portugal. Fotografia: Sergio Perez/Reuters
A Mercadona abre no verão o primeiro supermercado em Portugal. Fotografia: Sergio Perez/Reuters

A Mercadona acordou a introdução de medidas para facilitar a conciliação entre a vida familiar e a profissional

A Mercadona, retalhista espanhola que abrirá este ano as suas primeiras lojas em Portugal, acordou o pagamento de um salário mínimo base de 1300 euros brutos e sete semanas de extensão da licença de paternidade com os sindicatos espanhóis.

As novas medidas foram publicadas ontem, segunda-feira, no Boletim Oficial do Estado espanhol, e entraram em vigor no início do ano e por um prazo de cinco anos, até 2023. O contrato coletivo é um resultado do acordo entre a Mercadona e os sindicatos formalizado em dezembro do ano passado.

“O novo quadro de trabalho, mais igualitário e social, fortalece o compromisso da Mercadona com o emprego e a estabilidade, com melhores condições de trabalho, ao mesmo tempo que consolida o seu compromisso de melhorar o poder de compra dos trabalhadores”, avançou a empresa após a assinatura do novo contrato.

O acordo incorpora várias medidas de natureza social e reforça compromissos no sentido de numa maior conciliação entre a vida familiar e profissional.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
5G_2

5G: Anacom arranca já com consulta. Leilão será em abril

5G_2

5G: Anacom arranca já com consulta. Leilão será em abril

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, conversa com o primeiro-ministro indigitado, António Costa, durante uma audiência para apresentação da lista de nomes propostos para secretários de Estado do XXII Governo Constitucional, no Palácio de Belém, em Lisboa, 21 de outubro de 2019. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Primeira reunião do novo governo marcada para sábado a seguir à tomada de posse

Outros conteúdos GMG
Mercadona acorda salário de 1300 euros e medidas sociais