Emprego

Mercadona está a contratar no Porto

Foto: DR
Foto: DR

Cadeia espanhola de distribuição está a recrutar para o Porto e Póvoa do Varzim.

A Mercadona, empresa do Grupo Cárnicas Roig, está recrutar colaboradores a tempo inteiro para várias áreas no Porto e na Póvoa do Varzim.

Leia também o artigo Mercadona revela localizações de duas lojas no Grande Porto

A cadeia espanhola de distribuição tem oito vagas em aberto. Para o Porto, procura técnico oficial de contas para desempenhar tarefas de classificação, organização, lançamento e entrega de documentos contabilísticos; melhoria dos processos administrativos e de controlo interno de contabilidade; elaboração e controlo do reporting; coordenação das relações com auditores externos e colaboração em projetos de implementação de sistemas ERP.

Para este cargo podem candidatar-se os licenciados em Contabilidade, Gestão, Economia ou áreas similares; é obrigatório ser membro da OCC; ter conhecimentos avançados do ERP SAP, Navision, Primavera, e ser fluente em inglês.

Um especialista em direito do trabalho licenciado em Recursos Humanos ou Direito, e um outro para relações externas, são outras das vagas em aberto no Porto. Este último será responsável pelo relacionamento com os meios de comunicação; pelo conhecimento do mecanismo e funcionamento básico da administração; deverá conhecer as bases da legislação em termos de comércio e prestar apoio a eventos e feiras em nome da empresa. São procurados candidatos licenciados em Direito ou Economia, preferencialmente, e fluentes em inglês.

Ainda no Porto, há vagas para gestor de segurança, coordenador de loja e especialista de área alimentar.

Na Póvoa do Varzim, a Mercadona pretende recrutar técnico de frio com experiência no ramo de sistema de refrigeração e mecânica industrial. E um profissional para a área de manutenção mecânica com conhecimentos de eletromecânica com ramo de eletricidade ou mecânica e mecatrónica no ramo industrial.

A Mercadona conta atualmente com mais de 1600 lojas. Em 2016, alcançou uma faturação de mais de 21 mil milhões de euros. E tem no quadro 79 mil colaboradores com emprego, todos com contratos sem termo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

CMEC. Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

Theresa May, PM britânica, cumprimenta Mark Rutte, PM holandês. Fotografia: REUTERS/Piroschka van de Wouw

Mais de 250 empresas do Reino Unido contactam Holanda por causa do Brexit

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Mercadona está a contratar no Porto