Comércio

Mercadona reforça em Portugal. Vai abrir 10 lojas em 2019

A Mercadona abre no verão o primeiro supermercado em Portugal. Fotografia: Sergio Perez/Reuters
A Mercadona abre no verão o primeiro supermercado em Portugal. Fotografia: Sergio Perez/Reuters

A Mercadona aumenta assim o investimento em Portugal para um total de 100 milhões no arranque da expansão. O objetivo é abrir entre 8 a 10 lojas.

A direção da Mercadona anunciou que vai investir mais 75 milhões de euros na primeira fase de internacionalização para Portugal, aos 25 milhões que estavam previstos. Esta decisão vai também permitir aumentar o número de lojas, entre 8 a 10 lojas, que deverão abrir no primeiro semestre de 2019 nos distritos do Porto, Braga e Aveiro. Este número poderá sofrer alterações à medida que as obras vão avançando.

Em março deste ano, a Mercadona já tinha anunciado a criação de mais de 300 postos de trabalho nas lojas que vão abrir em Vila Nova Gaia, Matosinhos, Gondomar e Maia, além dos 200 já existentes. A retalhista espanhola, além das lojas, instalou em Matosinhos o Centro de Coinovação, onde a equipa da cadeia espanhola se dedica a conhecer os produtores e os consumidores portugueses.

Leia também: Mercadona começa a vender refeições cozinhadas

O projeto de internacionalização começou em 2016 com uma máxima: “Em Portugal, queremos ser portugueses”. O diretor, Juan Roig, não acredita em centralismos, por isso decidiu começar a instalar-se no norte do país.

A retalhista espanhola anunciou ainda a construção de um centro logístico na Póvoa do Varzim, com uma área total de 50 mil metros quadrados, que vai albergar todas as operações logísticas no país.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Gonçalo Villaverde/Global Imagens

Lisboa já ultrapassou Barcelona no Alojamento Local

Mario Draghi, presidente do BCE e Carlos Costa, governador do BdP
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Carlos Costa contraria Centeno. Portugal continua sem convergir com a UE

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Sem a ajuda do BCE, juros da dívida portuguesa eram o dobro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Mercadona reforça em Portugal. Vai abrir 10 lojas em 2019