Metro de Lisboa

Metro de Lisboa: Estação de Arroios só reabre em meados de 2021

Passageiros no metro de Lisboa, Portugal. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante
Passageiros no metro de Lisboa, Portugal. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante Metro de Lisboa, Transportes, metropolitano

Conclusão de obras de amplicação da estação de Arroios ficará a cargo de consórcio de empresas portuguesas mas só irá arrancar no final deste ano.

O Metro de Lisboa já escolheu quem que vai concluir as obras de ampliação da estação de Arroios. Este trabalho ficará a cargo de um consórcio de quatro empresas portuguesas e a intervenção deverá iniciar-se até ao final deste ano. Contudo, já está garantido mais um atraso: a estação de Arroios só vai voltar a abrir em meados de 2021, dois anos depois da data inicialmente prevista.

O final da ampliação desta estação da linha Verde ficará a cargo do consórcio “DST-EFACEC-DTE-CARI”. O contrato está avaliado em 6,670 milhões de euros e deverá ser assinado “previsivelmente”, na próxima semana – entre 9 e 13 de setembro -, segundo nota divulgada esta quinta-feira pelo Metro de Lisboa.

Só que depois de o concurso ficar concluído, é necessário que o Tribunal de Contas aprove o visto prévio ao contrato. Prevê que “a consignação da empreitada ocorra até final do corrente ano e que as obras tenham uma duração de 18 meses, após a data da consignação”. Isto quer dizer que a conclusão das obras de ampliação da estação de Arroios apenas irá ocorrer em meados de 2021.

As obras que vão permitir que Arroios receba comboios com seis carruagens iniciaram-se em julho de 2017 e levaram ao encerramento da estação. Na altura, previa-se que o metro voltaria a parar em Arroios no primeiro semestre de 2019.

Só que as obras pararam no segundo semestre de 2018 e houve problemas com o empreiteiro. O Metro de Lisboa, em janeiro de 2019, rescindiu o contrato com o empreiteiro e foi obrigado a lançar um novo concurso público para escolher uma nova empresa para concluir os trabalhos. Nesse mês, o Ministério do Ambiente – que tutela o Metro de Lisboa – indicou que a estação de Arroios voltaria a funcionar entre o final de 2020 e o início de 2021, escreveu na altura o jornal digital Observador.

O comunicado do Metro de Lisboa desta quinta-feira confirma o terceiro adiamento nas obras desta estação. A empresa pública “continuará a desenvolver todos os esforços no sentido de garantir a conclusão das obras de ampliação e remodelação da estação de Arroios no prazo previsto”.

Além de receber comboios com seis carruagens, a renovada estação de Arroios vai ter átrios reformulados, “incluindo a reorganização dos espaços de apoio à exploração e a introdução de elevadores para acesso a pessoas de mobilidade condicionada”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Regresso ao trabalho - ilustração

O mundo do trabalho mudou. A saúde é agora lei

José Theotónio, CEO do Grupo Pestana.
(Diana Quintela / Global Imagens)

José Theotónio: “Haverá voos mas não virão logo com turistas para o Algarve”

Fotografia: D.R.

Teletrabalho continua obrigatório para grupos de risco e pais sem escola

Metro de Lisboa: Estação de Arroios só reabre em meados de 2021