transportes públicos

Metro de Lisboa investe 1,5 milhões em novos acessos na Baixa-Chiado

(Diana Quintela/ Global Imagens)
(Diana Quintela/ Global Imagens)

O Metropolitano de Lisboa vai substituir as escadas rolantes da estação da Baixa-Chiado. A primeira fase estará concluída no final do ano.

O Metropolitano de Lisboa vai substituir as escadas rolantes da estação da Baixa-Chiado a partir de segunda-feira, anunciou esta sexta-feira a empresa.

De acordo com o Metro, as escadas mecânicas da estação Baixa-Chiado serão substituídas “por equipamento novo e mais resistente face ao elevado fluxo de passageiros que se verifica nessa estação”.

A obra será feita em duas fases e será iniciada com a substituição integral de dois lances de escadas mecânicas e infraestruturas no acesso poente da estação, no acesso ao Largo Luís de Camões.

No entanto, ficará sempre garantido o funcionamento de uma escada rolante no sentido ascendente (subida), sendo que o fluxo de passageiros no sentido descendente (descida) deverá efetuar-se através das escadas pedonais, acrescentou o Metropolitano.

A obra envolve um investimento total de 1,5 milhões de euros.

A primeira fase tem data prevista de conclusão para o final deste ano e a segunda fase para o final do segundo semestre de 2019.

Esta intervenção está inserida no plano “Acessibilidade e Segurança para Passageiros Idosos, Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida”, que prevê a intervenção, até 2023, em mais 14 estações.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. MÁRIO CRUZ/LUSA

Famílias ficam com um pouco mais de salário ao final do mês

Miguel Almeida, CEO da NOS

Comité de Ética da NOS vai ouvir os administradores envolvidos no Luanda Leaks

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, discursa durante a cerimónia de tomada de posse do XXII Governo Constitucional, liderado pelo secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 26 de outubro de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: É bem-vindo a Portugal todo o investimento no respeito da legalidade

Metro de Lisboa investe 1,5 milhões em novos acessos na Baixa-Chiado