luxo

Michael Kors compra Jimmy Choo por mil milhões de euros

Foto: DR
Foto: DR

A Michael Kors garante que esta é a "oferta final" e não será revista em alta

Três meses depois de ter sido colocada à venda, a Jimmy Choo tem novo proprietário. A Michael Kors anunciou esta terça-feira ter chegado a um acordo para adquirir a marca britânica de sapatos e carteiras de luxo por 896 milhões de libras, cerca de mil milhões de euros.

O preço oferecido é de 23 pence por ação, o que representa um prémio de 18% face ao valor de fecho dos títulos da Jimmy Choo na sessão de ontem, e de 36,5% em relação ao valor das ações em abril, quando a empresa foi colocada à venda. No arranque da sessão bolsista desta terça-feira, os títulos disparavam 17%.

A Michael Kors garante que esta é a “oferta final” e não será revista em alta, a não ser que seja apresentada uma outra proposta. O negócio deverá estar concluído até ao final do ano, com a Michael Kors a garantir que manterá Pierre Denis como CEO da Jimmy Choo.

O negócio encerra mais um capítulo do momento de consolidação que atravessa o setor do retalho de luxo, depois da fabricante de carteiras e acessórios Coach ter adquirido a Kate Spade em maio por dois mil milhões de euros.

A Jimmy Choo foi fundada em 1996 pelo designer com o mesmo nome e por Tamara Mellon, antiga editora da Vogue. Atualmente pertence à firma de investimentos JAB Luxury, que adquiriu a marca em 2011 por 560 milhões de euros, sendo atualmente detentora de 68% do capital. As restantes ações estão divididas entre os trabalhadores da marca e os fundos soberanos de Singapura e do Kuwait.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

O presidente do Concelho de Administração do banco BPI, Pablo Forero. TIAGO PETINGA/LUSA

Moody’s baixa rating do BPI para lixo

Outros conteúdos GMG
Michael Kors compra Jimmy Choo por mil milhões de euros