aviação

Michael O’Leary sugere concurso para decidir gestão do Montijo

Michael O'Leary, CEO da Ryanair. (Fotografia: Will Oliver/ EPA)
Michael O'Leary, CEO da Ryanair. (Fotografia: Will Oliver/ EPA)

O'Leary acusa a ANA - Aeroportos de Portugal de querer criar um “monopólio” em Lisboa e de atrasar o futuro aeroporto complementar de Lisboa.

O presidente executivo da Ryanair, Michael O’Leary, acusou a ANA – Aeroportos de Portugal de estar a atrasar as negociações do futuro aeroporto complementar do Montijo.

Numa conferência de imprensa, em Lisboa, nesta terça-feira, disse que “não há nenhuma razão para o aeroporto do Montijo não abrir em 2020” e critica a gestora aeroportuária, acusando-a de querer criar um “monopólio” em Lisboa. “O Governo devia pôr o Montijo a concurso”, considera.

Michael O’Leary mostra-se preocupado com a situação de esgotamento do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. “A capacidade em Lisboa está artificialmente restrita com 40 movimentos por hora. Gatwick tem 55”, observa.

Leia também: Ryanair anuncia 12 novas rotas em Portugal. Conheça os destinos

O’Leary lamenta ainda que a ANA – Aeroportos de Portugal continue a aumentar as taxas aeroportuárias, enquanto Espanha está a baixar, e se recuse a reduzir os custos cobrados às companhias aéreas. “O Montijo deverá ter custos menores”, avisa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

REUTERS/Stephen Lam/File Photo

Moedas como Libra do Facebook podem diminuir poder dos bancos centrais

Outros conteúdos GMG
Michael O’Leary sugere concurso para decidir gestão do Montijo