recrutamento

Michael Page quer recrutar profissionais com deficiência

Dar visibilidade e integrar no mercado de trabalho os profissionais qualificados com deficiência é o objetivo da consultora.

A consultora Michael Page criou uma equipa especializada dedicada ao recrutamento de profissionais qualificados com incapacidade, com o intuito de aumentar a sua inclusão laboral.

Em Portugal há um milhão de pessoas com deficiência e a discriminação neste sector atinge 65%, de acordo com o último Census de 2011. Segundo dados do IEFP, apenas 10% dos profissionais com deficiência estavam empregados em 2016.

A consultora explica, em comunicado, que com a criação desta equipa pretende “aproximar os recrutadores destes perfis, dar maior visibilidade aos mesmos e integrar estes potenciais colaboradores no mercado de trabalho”.

O Executive Manager da Michael Page, Vasco Salgueir, será o líder do projecto, orientado para o sector privado e que pretende a criação de mais oportunidades profissionais para estes perfis.

“Sem esquecer o âmbito da Responsabilidade Social, a Michael Page quer antecipar uma realidade que considera que será cada vez mais evidente, pois a própria legislação laboral caminha para a criação de quotas obrigatórias nas empresas para este tipo de contratação. Esta equipa será responsável por várias iniciativas como a criação de uma secção no seu site para candidatos e empregadores , a participação em fóruns e eventos da especialidade e pela discussão ativa desta realidade”, adianta.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trump Xi China

Trump ameaça Pequim e ordena às empresas: “saiam da China”

Emmanuel Macron, presidente francês. Fotografia: Direitos Reservados

Fogos na Amazónia: França e Irlanda ameaçam bloquear acordo com Mercosul

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, intervém durante uma conferência de imprensa para fazer o ponto de situação sobre a crise energética, no Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em Lisboa, 13 de agosto de 2019. JOÃO RELVAS / LUSA

Ministro do Ambiente: “Há cada vez mais condições” para que greve não aconteça

Outros conteúdos GMG
Michael Page quer recrutar profissionais com deficiência