aviação

Miguel Frasquilho: TAP não precisa de pedir dinheiro ao Estado

O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, e  o presidente do conselho de administração, Miguel Frasquilho. FOTOGRAFIA: Tiago Petinga/Lusa
O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, e o presidente do conselho de administração, Miguel Frasquilho. FOTOGRAFIA: Tiago Petinga/Lusa

A TAP teve prejuízos de 118 milhões de euros. Ainda assim, a empresa não pretende pedir dinheiro aos acionistas, incluindo ao Estado.

O presidente do conselho de administração da TAP, Miguel Frasquilho, deixou claro esta sexta-feira, 22 de março, que a companhia aérea não precisa de pedir dinheiro aos seus acionistas, incluindo ao Estado, que detém uma participação de 50% na empresa.

“A TAP está melhor e mais forte que em 2015 e em condições de honrar todos os seus compromissos financeiros e sem precisar de pedir dinheiro aos seus acionistas, incluindo o Estado. A TAP mantém impactas todas as condições para prosseguir a execução do seu plano de transformação que permite afirmar-se numa companhia aérea mais forte e combativa”, disse Miguel Frasquilho, na apresentação de contas da TAP.

A TAP teve prejuízos líquidos de 118 milhões de euros em 2018. Destes 118 milhões de euros de prejuízos, 95 milhões de euros são relativos a custos extraordinários e não recorrentes. A empresa foi também impactada por um aumento do preços dos combustíveis. O preços do combustível aumentou 32%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Outros conteúdos GMG
Miguel Frasquilho: TAP não precisa de pedir dinheiro ao Estado