luxo

Milionário francês desembolsa 12 mil milhões de euros para adquirir Dior

Bernard Arnault, CEO do grupo group LVMH
Fotografia: REUTERS/Stephane Mahe
Bernard Arnault, CEO do grupo group LVMH Fotografia: REUTERS/Stephane Mahe

O objetivo é integrar a Christian Dior Couture no grupo LVMH, líder mundial no setor de luxo.

O milionário francês Bernard Arnault vai desembolsar 12.150 milhões de euros, em dinheiro e em ações da Hermés, para adquirir a holding Christian Dior SA. A família já detém 74% da companhia e, com esta oferta, passará a controlar os 26% em falta, numa operação que acontecerá no segundo semestre de 2017.

O objetivo é que posteriormente o grupo de Arnault, a LVMH, líder mundial no setor de luxo e que engloba marcas como a Louis Vuitton e a Moët & Chandon, possa incorporar também a Christian Dior Couture. A empresa já detém a Parfums Christian Dior e, desta forma, pretende simplificar e reforçar a sua estrutura e ampliar a sua oferta.

São duas operações distintas, apesar de interligadas. Por um lado, a aquisição da Christian Dior Couture, pela LVMH num negócio avaliado em 6.500 milhões de euros. Por outro, a compra da casa mãe, a Christian Dior SA, pelo braço financeiro da família, a Semyrhamis, que faz a gestão do património Arnault.

Com os 12.150 milhões, a oferta valoriza a Dior a 260 euros por ação, representando um prémio de 14,6%, em relação ao valor das ações da empresa, no encerramento da sessão de segunda-feira, situado nos 226,85 euros. Já os 6.500 milhões de euros da venda da Christian Dior Couture à LVMH representa 15,6 vezes o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa dos últimos 12 meses.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: EPA/PATRICK SEEGER

Bruxelas dá luz verde a Banco Português de Fomento

(João Manuel Ribeiro/Global Imagens)

Clientes com mais de 10 mil euros no BCP começam a pagar comissão

Centenas de turistas visitam todos os dias os jardins do Palácio de Cristal, no Porto. Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens

FMI: Portugal com perdas acima de 2% do PIB devido à quebra no turismo

Milionário francês desembolsa 12 mil milhões de euros para adquirir Dior