Milustra D'Ouro. Uma marca para enaltecer uma região

Empresa surgiu da vontade de Marta Varela promover Trás-os-Montes e o Douro através de produtos úteis e alusivos à beleza do território.

Marta Varela tem 34 anos e está a frequentar o curso superior de Engenharia Informática na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, depois de ter terminado a licenciatura em Ciências da Comunicação e o mestrado em Publicidade. Há quase dois anos ficou desempregada, mas não se fez rogada. A beleza da região transmontana, com o Douro quase à vista, onde reside, deu-lhe o mote para o lançamento do próprio negócio.

Uma candidatura ao StartUp Voucher, promovido pelo IAPMEI e apoiado pelo Portugal 2020, e uma campanha de crowdfunding deu o fôlego necessário à jovem empreendedora para materializar a sua ideia de negócio. Surgiu assim a Milustra D'Ouro, uma pequena empresa que quer "servir de veículo criativo a toda uma região - Trás-os-Montes e Alto Douro", através de um conjunto de artigos ilustrados e úteis com assinatura desta empreendedora.

Havia "uma lacuna na oferta de produtos de merchandising cultural com foco na região" e, se "outras regiões, como Aveiro, Porto ou Lisboa têm produtos interessantes para que o turista possa levar consigo e para mais tarde recordar, porque é que Trás-os-Montes e Alto Douro não poderia também ter uma marca própria que enaltecesse a sua identidade cultural e turística?", questionou-se. Estava encontrada a oportunidade de negócio. Marta Varela pôs mãos à obra e lançou a marca no Natal de 2018, o que permitiu criar uma tendência para "oferecer" Trás-os-Montes e Alto Douro.

Neste momento, a Milustra D'Ouro dá nome a seis coleções temáticas (Para cá do Marão, Douro Meu, Coleção Miguel Torga, Sou D'Ouro, Gente do Norte, Gente de Sorte e Gente do Norte do País), que integram artigos como cadernos, canecas, porta-chaves, ímanes, bolsas. A criatividade de Marta Varela estendeu-se também à criação da batizada Maria Videirinha, uma mascote concebida a pensar no Douro Vinhateiro, vestida a rigor com um cacho de uvas. A empreendedora destaca ainda, por ser "o produto mais acarinhado", o colar alusivo ao Douro. É uma peça composta por várias camadas, intercalando o dourado e o prateado, que visam representar os socalcos das vinhas do Douro, conta, realçando que esgotou aquando do lançamento. Já mais recentemente também ganhou o formato de pulseira.

100% nacional

A conceção dos produtos está nas mãos desta transmontana e a produção também é 100% nacional, assente na subcontratação a quatro parceiros. Como salienta, a Milustra D'Ouro é uma marca direcionada para os turistas que visitam a região, mas também para "o consumidor local, o que cá vive ou o que cá tem as suas raízes".

A pandemia, com o consequente cancelamento de feiras e eventos, criou um desafio a Marta Varela. O ano "tem sido muito complicado" e a loja online, criada desde o início do projeto, "não é o forte da marca, já que o contacto direto com o nosso consumidor é fundamental", frisa. Os produtos da Milustra D'Ouro podem também ser encontrados em parceiros de revenda no Peso da Régua, Sabrosa e Alijó, sendo que "um dos objetivos futuros é poder crescer um pouco mais nesta vertente".

A Milustra D'Ouro está sediada na incubadora de Empresas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de