MO Shoes. Cadeia de moda da Soane reforça oferta de calçado made in Portugal

A remodelação das mais de 50 lojas para receber os espaços MO Shoes decorreu no segundo confinamento, altura em que as lojas da marca, tal como todo o retalho, estavam encerradas, tinha adiantado em março, o administrador da MO, Francisco Pimentel, ao Dinheiro Vivo.

A MO reforçou a sua oferta de calçado, tendo implementado o projeto MO Shoes em 52 lojas da rede de lojas da cadeia de moda, que passaram a ter espaços inteiramente dedicados ao calçado. A cadeia reforçou ainda a sua oferta com calçado made in Portugal.

A remodelação das mais de 50 lojas da cadeia para receber os espaços MO Shoes decorreu durante o segundo confinamento, altura em que as lojas da marca, tal como todo o retalho, estavam encerradas, tinha adiantado em março, o administrador da MO, Francisco Pimentel, ao Dinheiro Vivo.

"Este confinamento apanhou-nos a todos, inclusive o Governo, de alguma surpresa. Vamos estar confinados em fevereiro e em março e, portanto, aproveitamos para trabalhar alguns temas para a frente: vamos alargar oferta de calçado nas lojas, estamos a fazer umas pequenas obras em 50 lojas, preparando essa ampliação de gama", adiantou o responsável.

Depois da primeira fase de implementação destas zonas de calçado em mais de meia centena de lojas MO, a marca conta alargar este novo conceito às restantes unidades em Portugal.

No âmbito do projeto MO Shoes, a cadeia ampliou a sua oferta com novos modelos de marcas como a Adidas, Reebok, Fila e Geox, mas também com calçado 100% produzido em Portugal. Online a marca disponibiliza calçado desportivo.

"Desenhada e fabricada em Portugal, esta nova coleção de produção MO é confecionada em pele genuína, como a camurça, que assegura uma resistência e suavidade extra a cada artigo, com a garantia de qualidade da produção nacional", destaca a marca.

A cadeia que tem vindo a trabalhar nos temas da sustentabilidade e ambiente, também nesta categoria tem vindo a investir nem "propostas ecofriendly - com destaque para sapatilhas com interior e sola reciclados e cujo processo de fabrico, cumprindo com as melhores práticas sustentáveis, requer a utilização de menos água", refere.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de