Mobiliário. Empresas portuguesas estarão presentes na maior feira do mundo do setor

A Tic Two promove estágios em Xangai
A Tic Two promove estágios em Xangai

A Associação Portuguesa de Comércio Mobiliário (APCM) estabeleceu um acordo com a Furniture China para levar várias marcas portuguesas à maior feira de mobiliário e decoração do mundo, que decorre em Xangai de 11 a 15 de setembro.

Segundo adiantou à agência Lusa fonte da APCM, a iniciativa, articulada com o Cluster das Empresas de Mobiliário de Portugal, é “uma excelente oportunidade de negócio para as marcas participantes, numa altura em que se verifica uma retração na evolução positiva das exportações provocada pela crise que o mercado europeu atravessa”.

Segundo salientou, a Furniture China é “a porta de acesso ao enorme mercado chinês e também o ponto de referência do setor na zona Ásia–Pacífico”: ao atrair milhares de visitantes dos cinco continentes, “faz com que as marcas que ali expõem se mostrem ao mundo”.

“A China é um mercado extremamente apetecível devido às taxas de crescimento económico verificadas e às políticas estimulantes implementadas pelo governo chinês”, sustenta, destacando que, “num universo de 1,3 mil milhões de habitantes, as classes média e média alta encontram-se em crescimento acelerado e procuram cada vez mais a qualidade e o ‘design’”.

De acordo com a APCM, as marcas portuguesas estarão presentes no pavilhão das marcas internacionais, “lado a lado com as mais prestigiadas marcas do mundo”, num ‘stand’ com cerca de 200 metros quadrados junto a marcas italianas, francesas e belgas que na sua maioria participam, tal como as portuguesas, pela primeira vez na Furniture China.

Até agora, a fabricante de cadeiras Fenabel, sedeada em Paredes, foi a única participante portuguesa na maior feira de mobiliário do mundo, marcando presença nas duas últimas edições.

Em mostra na Furniture China estarão peças de alguns dos mais conceituados ‘designers’, arquitetos e marcas portuguesas, 8 das quais já confirmaram a sua participação, tendo ainda a APCM estabelecido acordos com outros setores de atividade “para potenciar a presença de Portugal”.

Assumindo-se como “a maior manifestação mundial do setor ‘casa’ no mesmo recinto”, a Furniture China disporá de uma área de 750 mil metros quadrados e 3 mil expositores, esperando 80 mil visitantes provenientes de 160 países.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido REUTERS/Henry Nicholls - RC12D8BECE70

Boris Johnson ganha eleições britânicas com maioria absoluta

Trump Xi China

Trump assina acordo inicial com China para evitar tarifas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

EDP processa o Estado. Elétrica exige 717 milhões de euros

Outros conteúdos GMG
Mobiliário. Empresas portuguesas estarão presentes na maior feira do mundo do setor