Dinheiro Vivo TV

Moçambique. Embalagens solidárias esgotaram em menos de 24 horas

A carregar player...

A parceria dos CTT com os Correios de Moçambique para enviar donativos de Portugal para a Beira esgotou 200 mil embalagens em menos de 24 horas. O primeiro contentor com donativos nacionais seguiu de avião no domingo.

A operação organizada pelos CTT enviou os donativos mais urgentes, mas estão ainda previstos os envios de mais três contentores de embalagens solidárias ao longo das próximas três semanas. Só os trabalhadores dos CTT doaram 1,6 toneladas de roupa para as vítimas do Idai.

Os donativos dos portugueses serão recebidos em Moçambique pelos Correios de Moçambique, parceiros da iniciativa, e encaminhados para o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), para posterior redistribuição pelas vítimas do ciclone.

Donativos para Moçambique. DR

Donativos para Moçambique. DRJoaquim Bule, Embaixador da República de Moçambique em Portugal agradeceu, em nome da Embaixada, a iniciativa conjunta de solidariedade dos CTT e dos Correios de Moçambique e, em particular, aos cidadãos portugueses e aos membros da Comunidade Moçambicana residentes em Portugal, pela sua pronta adesão massiva no processo de mobilização, recolha e encaminhamento dos donativos destinados às vítimas do ciclone Idai, às lojas CTT, chegando a se alcançar a meta pré-estabelecida em apenas algumas horas do primeiro dia da campanha de recolha de donativos.

Assegurou que, já em território moçambicano, “os Correios de Moçambique se encarregarão de encaminhar os donativos ao Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), para posterior redistribuição pelas vítimas do ciclone que assolou as quatro províncias da região central do país, nomeadamente Sofala, Manica, Tete e Zambézia”.

Donativos para Moçambique. DR
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Moçambique. Embalagens solidárias esgotaram em menos de 24 horas