Montepio: Plano de reestruturação avança com rescisões e pré-reformas

Os sindicatos não indicam qual o número de trabalhadores do Montepio que vai sair até ao final de 2021.

O Banco Montepio apresentou esta quarta-feira aos sindicatos um plano de reestruturação que passa pela saída de trabalhadores até ao final de 2021, através de rescisões por mútuo acordo e reformas antecipadas.

Os sindicatos "consideram muito preocupante" a reestruturação do Montepio, que segundo noticiou o Eco, deverá abranger 800 trabalhadores.

Os sindicatos bancários referem num comunicado que "irão analisar com detalhe o plano apresentado pelo presidente da comissão executiva do Banco Montepio e alertam que não irão tolerar qualquer forma de pressão junto dos trabalhadores para que aceitem reformas antecipadas ou rescisões por mútuo acordo, se essa não for a sua livre vontade".

Estiveram na reunião os representantes do Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB), do Sindicato Independente da Banca (SIB) e do Sindicato dos Bancários do Norte (SBN) bem como o presidente-executivo do banco, Pedro Leitão.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de