Morreu Jorge de Mello, fundador da Nutrinveste (1921-2013)

ng3114253

Jorge de Mello, terceira geração do grupo fundado pelo avô,
Alfredo da Silva, ao lado do irmão, José de Mello (pai de Vasco e
Salvador de Mello), que liderou o maior grupo empresarial português
da altura, a Companhia União Fabril (CUF), morreu este sábado, aos 92 anos, no Hospital Infante Santo, depois
de oito anos doente.

Jorge Augusto Caetano Silva José de Mello nasceu em Sintra,
a 1 de Setembro de 1921. Neto do grande industrial
português Alfredo da Silva, continuou a obra do avô e do pai
(D. Manuel de Mello) à frente dos destinos do maior grupo
empresarial português da época, o Grupo CUF, que liderou desde
a morte do pai, em 1966, a 1975. Na sua biografia, Manuel Goucha
Soares conta que Jorge de Mello que começou nos adubos e que em 1947
já era administrador, sempre gostou de fábricas, por isso preferiu
manter-se à frente da Sociedade Geral, da CUF e da Tabaqueira,
enquanto José Manuel foi o banqueiro da família. Mas a paixão pelo
mar levou-o a ser o principal responsável pelos estaleiros navais da
Lisnave.

Cercado na CUF a 12 de Março de 75, no edifício da Infante
Santo, acabou por ser preso, ocupando a cela ao lado da família
Espírito Santo na prisão de Caxias. É libertado dez dias depois e
acaba por sair do país em agosto – passando os primeiros três
anos na Suíça e seguindo depois para o Brasil, onde fica mais três
e onde chegou a ter interesses nos adubos e nos tabacos.

Na sua biografia, Jorge de Mello classifica este período como “um
tempo perdido, que não teve nada de útil por não se inserir em
nenhum projeto com sentido. “Não penso que sobreviver seja um
projeto muito estimulante, sobretudo quando tanto havia para fazer na
economia portuguesa”, relatou p empresário, que chegou a pensar
que nunca mais poderia regressar a Portugal. Mas voltou, em 1986.

Jorge de Mello dizia que “um empresário nunca se reforma.
Não por uma questão de conquista, mas antes de continuidade”.
“A luta de reconquista é uma luta para toda a minha vida”,
afirmou nessa altura. Fiel a essa lógica, o empresário funda então
a Nutrinveste, grupo empresarial virado para o sector da alimentação
(dona da Sovena). Hoje, esta é apenas um braço do Grupo Jorge de
Mello,

“O meu pai sempre acreditou na iniciativa privada e foi por isso
que ajudou o lançamento desta universidade”, disse Manuel Alfredo
de Mello, o primeiro dos dez filhos do industrial, quando o
empresário foi homenageado pela Universidade Católica, em 2005,
“Penso que esta é uma justa homenagem. Só há três meses soube
do papel do meu pai aqui, pois ele nunca foi de fazer muita
publicidade às coisas que fazia”, contou ainda.

Jorge de Mello e Maria Eugénia José da Cunha
de Mendonça e Meneses, primeira mulher, tiveram dez filhos – apenas três rapazes.
O primogénito, Manuel Alfredo de Mello, segue o pai na liderança do
grupo Jorge de Mello.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

João Galamba, Secretário de Estado da Energia 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

João Galamba: “Há diferença entre encontrar rendas excessivas e cortá-las”

Outros conteúdos GMG
Morreu Jorge de Mello, fundador da Nutrinveste (1921-2013)