Morreu Rosado Fernandes, ex-presidente da Confederação dos Agricultores

Raul Miguel Rosado Fernandes foi um dos fundadores da CAP, em 1974, e teve um papel bastante interventivo durante o período da Reforma Agrária.

Morreu este domingo, aos 84 anos, Rosado Fernandes, ex-presidente e um dos fundadores da CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal. O Presidente da República emitiu uma nota a lamentar o desaparecimento de Rosado Fernandes e lembrou o seu papel como "lutador corajoso e independente no associativismo agrícola, como deputado na Assembleia da República e no Parlamento Europeu, assim como na Universidade ou como produtor agrícola no Alentejo".

Nascido em 11 de julho de 1934, em Lisboa, Raul Miguel Rosado Fernandes foi um dos fundadores da CAP, em 1974, e teve um papel bastante interventivo durante o período da Reforma Agrária, que se iniciou no final desse ano e que terminou em 1977, com a "Lei Barreto". Rosado Fernandes foi reitor da Universidade de Lisboa entre 1979 e 1983.

Licenciado em Filologia Clássica, é autor de obras variadas sobre filologia, retórica, literatura grega, latina e portuguesa, com dezenas de publicações.

Mas o público só conheceu melhor Rosado Fernandes na década de 1990. Foi eleito, em dezembro de 1993, como presidente da CAP, e em 1994, foi escolhido como o segundo eurodeputado pelo CDS-PP, numa lista liderada por Manuel Monteiro. Rosado Fernandes passou ainda pela Assembleia da República, também pelos centristas, entre 1999 e 2001.

Marcelo Rebelo de Sousa endereçou sentidas condolência à família e à direção da CAP. O velório será realizado ao final da tarde na Basílica da Estrela, em Lisboa. O funeral está marcado para segunda-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de