Mota-Engil contratada para restaurar fortaleza em Luanda por 33,5 milhões

Construtora portuguesa vai realizar obras de recuperação do Forte de São Francisco do Penedo, na província de Luanda

O Forte de São Francisco do Penedo, na província de Luanda, vai receber obras de restauro e apetrechamento, no valor de 37,7 milhões de dólares (33,5 milhões de euros), a serem executadas pela empreiteira Mota-Engil.

Segundo informação do sumário de um despacho presidencial de 14 de junho, consultado hoje pela agência Lusa, foi igualmente aprovada a prestação de serviços de análise dos projetos e fiscalização da empreitada a cargo da empresa DAR Angola Consultoria, no valor total de 1,8 milhões de dólares (1,6 milhões de euros).

Também conhecido como Fortaleza do Penedo, localizada na capital angolana, o monumento, construído há séculos, foi construído para reforço da defesa da cidade de São Paulo de Assunção de Loanda, no período colonial português, onde era forte o tráfico de escravos para a América.

Entre 1933-1974, o forte chegou a ser Casa de Reclusão Militar, passando a ser utilizado após 1961, ano de início da luta armada de libertação de Angola, como prisão militar, função que se manteve um pouco depois da independência do país, a 11 de novembro de 1975, com a detenção, ali, de vários implicados na tentativa de golpe de Estado de 27 de maio de 1977.

O edifício, sob tutela do Ministério da Cultura, foi classificado, em 1992, como património histórico-cultural nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de