negócios

Mota-Engil ganha contrato de 122 milhões de euros no Brasil para recolha de lixo

Mota-Engil (Mario Proenca/Bloomberg)
Mota-Engil (Mario Proenca/Bloomberg)

O contrato é para a recolha de resíduos em Brasília e terá a duração de cinco anos.

A Mota-Engil soma mais um contrato na área do ambiente na América Latina, agora no Brasil. A empresa acaba de informar o mercado da assinatura, pela subsidiária Consita, de “um contrato para a recolha de resíduos no Distrito Federal.”

De acordo com um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o “contrato totalizará cerca de 122 milhões de euros e contemplará a recolha de resíduos, recolha seletiva, limpeza manual e mecânica, lavagem de vias, entre outros serviços.”

Segundo o mesmo comunicado, “os trabalhos terão a duração de cinco anos e terão início no presente mês de outubro.”

Com este contrato a construtora refere que a “área de Ambiente e Serviços na América Latina acumula já em 2019 um crescimento da sua carteira de encomendas de cerca de 150 milhões de euros.”

A nível global, esta unidade de negócio, regista, segundo a empresa, “já cerca de 4 mil milhões de euros de volume de negócios a executar, dos quais, 850 milhões de euros correspondem a carteira de encomendas em contratos de prestação de serviços e 3,15 mil milhões de euros ao volume de negócios estimado para os períodos das concessões ambientais em exploração pela MOTA-ENGIL.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Biedronka assegura 68% das vendas; Pingo Doce 24%

Jerónimo Martins vai impugnar coima de 24 milhões na Polónia

Parque Eólico

EDP Renováveis vende sete parques eólicos à Finerge em Espanha

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução.

Fundo de Resolução diz que comprador da GNB tinha a proposta “mais atrativa”

Mota-Engil ganha contrato de 122 milhões de euros no Brasil para recolha de lixo