Greve dos motoristas

Motoristas não estão a sair da Petrogal, em Matosinhos

Foto: Tiago Petinga/Lusa
Foto: Tiago Petinga/Lusa

O sindicato está a apelar ao não cumprimento dos serviços mínimos

Não há camiões a sair da Petrogal, em Matosinhos. Os motoristas estão a apelar aos colegas requisitados para os serviços mínimos para não os cumprirem. O apelo está a ser aceite.

Manuel Mendes, do Sindicato nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, disse hoje que os motoristas estão a ser “ameaçados”, inclusive até com pena de prisão, em declarações à RTP. O sindicato está a apelar ao boicote dos serviços mínimos no país.

“Lamento e peço desculpa aos portugueses. Não queremos prejudicá-los, mas temos de lutar pelos nossos direitos e fazer a nossa luta”, disse.

O representante sindical defende que “o Governo tem que ver que temos razão”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro critânico, Boris Johnson, (E) recebe a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen (D) no n.º 10 de Downing Street em Londres.  EPA/ANDY RAIN

Empresas portuguesas têm curso online sobre o brexit

Ilustração: Vítor Higgs

Espanhóis e chineses na corrida para entrar no capital do EuroBic

Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós (EPA/MARIO CRUZ)

PGR angolano afasta mais arguidos portugueses no caso Isabel dos Santos

Motoristas não estão a sair da Petrogal, em Matosinhos