Movimento de passageiros nos aeroportos afunda em novembro

Passaram pelos aeroportos nacionais 715 mil passageiros no mês de novembro, o que representa uma qued de 82,1% face ao mesmo período de 2019.

O movimento de passageiros pelos aeroportos nacionais afundou em novembro. Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que, em novembro de 2020, passaram pelos aeroportos nacionais, 715 mil passageiros o que reflete uma quebra de 82,1% face ao mesmo mês do ano anterior.

Os efeitos da pandemia de covid-19 continuam a fazer sentir-se no transporte aéreo, um dos setores mais afetados. Nas infraestruturas aeroportuárias nacionais aterraram 6,1 mil aeronaves comerciais, menos 61,4% que no período homólogo. Nem os movimentos de carga escapam a quebras face ao período homólogo. Segundo o gabinete de estatística, o movimento de carga e correio nos aeroportos ascendeu a 14,2 mil toneladas, o que representa uma quebda de 27,2%.

Olhando para os 11 primeiros meses de 2020, os dados do INE mostram que aterram nos aeroportos portugieses 93,4 mil aeronaves em voos comerciais, uma diminuição de 55,9% face ao mesmo período homólogo. Além disso, foram movimentados 17,4 milhões de passageiros, uma quebra de 69,0%, face aos primeiros 11 meses de 2019.

"O aeroporto de Lisboa movimentou 50,3% do total de passageiros (8,7 milhões) e registou um decréscimo de 69,8%. Considerando os três aeroportos com maior tráfego de passageiros, o aeroporto do Faro evidenciou o maior decréscimo do número de passageiros movimentados entre janeiro e novembro de 2020 (-75,4%)", diz o instituto de estatística.

(Notícia atualizada às 11h20)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de