Mudança digital: BBVA estuda corte de 75% das agências em Espanha

As fintech, as startups financeiras, "estão a conseguir oferecer um serviço melhor a um preço mais baixo", admite o CEO do banco espanhol

A culpa é dos clientes, que usam cada vez mais os serviços bancários pela internet: o BBVA poderá cortar, a longo prazo, cerca de três quartos das 3.800 agências em Espanha. Este cenário foi assumido esta terça-feira pelo presidente executivo do banco espanhol, Carlos Torres, em entrevista à Bloomberg.

“Temos 3.800 balcões em Espanha. Isto faz algum sentido?”, questionou Carlos Torres à margem da conferência Money 20/20 Europe, sobre fintech, as startups financeiras. A longo prazo, o plano passa pelo fecho de 2.800 agências. Mas não há indicação sobre como vai ser alcançada a meta dos mil balcões, adianta o jornal Expansión.

“As fintech estão a mudar a relação, muito forte, que temos com os balcões. Estão a conseguir oferecer um serviço melhor a um preço mais baixo. Temos de redefinir a relação com os nossos clientes”, referiu o CEO.

Leia aqui: Banca do futuro. Vamos deixar de ir ao Multibanco para pagar contas

O BBVA está presente em Portugal a partir de 12 balcões, que estão focados, sobretudo, no segmento empresarial.

Espanha, tal como a restante Europa e os Estados Unidos, deverão enfrentar nos próximos anos uma vaga de despedimentos por causa da revolução fintech. Há 1,7 milhões de empregos em risco até 2025. Em causa está praticamente um terço (30%) do total de empregos neste sector de acordo com o relatório “Digital Disruption”, que foi publicado na quarta-feira pelo Citigroup.

O Santander, um dos principais concorrentes do BBVA em Espanha, anunciou no final da semana passada que vai fechar até 13% das agências instaladas em Espanha e deverá pelo menos negociar mil saídas de colaboradores em Espanha. O banco liderado por Ana Botín.

Até ao final de 2016, o banco espanhol quer 350 balcões adaptados aos novos tempos, com serviços multicanal, o que vai implicar o investimento em nova tecnologia. A meta é até um terço dos 3 mil balcões espanhóis contem com esta modalidade nos próximos 3 anos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de