Consumo

Mudanças no mercado das entregas: Takeaway.com compra Just Eat

Fotografia: DR
Fotografia: DR

A holandesa Takeaway.com, presente no mercado português, gastou 6,9 mil milhões de euros na compra da rival britânica Just Eat.

Está criada uma das maiores empresas do mundo de entrega de comida: a holandesa Takeaway.com comprou a rival britânica Just Eat por 5,9 mil milhões de libras (6,9 mil milhões de euros). A transação, feita apenas com ações, foi aprovada esta sexta-feira pelos acionistas da Just Eat em assembleia-geral, concluindo um processo iniciado em meados de 2019.

“É um negócio de sonho e estou muito ansioso por liderar a companhia nos próximos anos”, destacou Jitse Groen, o ainda líder da Takeaway e que será o presidente executivo da nova empresa. Juntos, holandeses e britânicos têm encomendas no valor de 7,3 mil milhões de euros e processam 360 milhões de encomendas por ano, assinala a edição online da BBC.

O processo de compra da Just Eat foi iniciado em agosto, com a primeira oferta por parte da plataforma de entrega da comida holandesa. Em outubro, acabaria por surgir um adversário holandês, a Prosus, a divisão de ativos de internet do grupo Naspers. Estes holandeses argumentaram que a Takeaway estava a subvalorizar o investimento para que os britânicos pudessem competir com a Uber Eats.

Na nova empresa, a Takeaway vai ficar com uma posição minoritária, de 48%; os restantes 52% ficarão na posse dos acionistas da Just Eat. A plataforma terá sede em Amesterdão, na Holanda, e será cotada na bolsa de Londres.

Juntas, as duas empresas terão um total de 23 empresas subsidiárias, concentradas sobretudo na Europa mas também presentes no Canadá, Austrália e América Latina. Esta operação também afeta o mercado português: a Takeaway está presente no mercado português desde

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à comunicação social após a sessão de apresentação sobre a “Situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal”, realizada no Infarmed, em Lisboa, 24 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

“Impõe-se manter as medidas de contenção”, diz Marcelo

Foto: DR

Eletricidade. Fatura das famílias pode sofrer agravamento de quase 70%

Aviao TAP

Oficial: TAP avança para lay-off de 90% dos trabalhadores

Mudanças no mercado das entregas: Takeaway.com compra Just Eat