Solidariedade

MultiOpticas está em Moçambique a rastrear problemas de visão

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

A equipa, de seis pessoas, está preparada para fazer 600 rastreios de optometria e vai oferecer óculos graduados a quem necessitar.

A MultiOpticas, juntamente com a Helpo, enviou uma equipa para a Nampula, em Moçambique, até 19 de outubro, que se irá dedicar ao diagnóstico de problemas de visão na região. A iniciativa “Olhar Por Moçambique” decorre no âmbito do Dia Mundial da Visão, que se assinala na quinta-feira.

A equipa, de seis pessoas, está preparada para fazer 600 rastreios de optometria. “Durante duas semanas vão ser realizados rastreios visuais para identificação de necessidades de correção num conjunto de escolas primárias, secundárias e universidades das comunidades onde a Helpo trabalha na região de Nampula e da cidade da Ilha”, indica a MultiOpticas em nota de imprensa.

Dependendo do diagnóstico serão oferecidos óculos graduados a crianças, jovens, professores e famílias que deles necessitem. De junho a agosto, as lojas MultiOpticas lançaram uma ação onde recolherem junto dos seus clientes e visitantes armações e óculos usados que classificou, limpou e arranjou.

No âmbito da iniciativa, a Universidade de Lúrio, em Nampula, também beneficiará da oferta de quatro máquinas de apoio ao curso de optometria e de dois estágios em Portugal para dois dos seus melhores alunos, em janeiro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

NUNO VEIGA / LUSA

Governo apresentou queixa contra 21 pedreiras em incumprimento

Outros conteúdos GMG
MultiOpticas está em Moçambique a rastrear problemas de visão