Tecnologia

Mundial de futebol faz disparar venda de televisores em Portugal

Venda televisores mundial futebol
Foto: REUTERS/Leonardo Benassatto

LG e Samsung, as marcas que mais vendem, falam numa aceleração das vendas nas últimas semanas.

Quando a Seleção Portuguesa de Futebol entrar em campo pela primeira vez no Mundial, na próxima sexta-feira, milhares de portugueses vão acompanhar o jogo em televisores novos em folha. É o desporto a funcionar como catalisador da economia: o Mundial de futebol fez aumentar a venda de televisores em Portugal.

Quem o diz são as subsidiárias portuguesas da LG e da Samsung, as maiores vendedoras de televisores em território nacional.

“O mercado dos televisores em Portugal tem vindo a registar nas últimas semanas uma tendência de crescimento. (…) Esta tendência positiva traduz-se num crescimento das vendas de televisores LG de 2017 para 2018, que aumentou de 71 mil unidades em 2017 (dados de janeiro a abril de 2017) para 78 mil unidades no período homólogo de 2018”, revelou a diretora de marketing da divisão de entretenimento doméstico da LG, Young Soh, ao Dinheiro Vivo.

“Como esperado, nas últimas semanas, foi registado um crescimento de mercado. É um crescimento previsível face a uma maior atividade promocional que se tem vindo a registar nas últimas semanas, especialmente no final do mês de maio. A Samsung acompanhou a tendência e quase que duplicou o número de unidades vendidas ao comparar os valores de maio com os valores de março e abril”, disse por seu lado Paulo Romeiro, diretor de marketing e vendas de eletrónica de consumo da Samsung.

Também a Worten, um dos principais retalhistas de eletrónica no mercado português, confirma o bom momento de vendas. “Desde 17 de maio, data de arranque da nossa campanha do Mundial, e até ao dia 3 de junho, as vendas cresceram 50% face a igual período de 2017”, adiantou a empresa ao Dinheiro Vivo.

O aumento de vendas à boleia do Mundial está longe de ser uma novidade para estas marcas. Sempre que há grandes eventos desportivos internacionais, sobretudo aqueles que estão ligados ao futebol, a venda de televisores dispara.

“O território futebol é muito emocional e tem um impacto muito forte no adepto e consumidor português”, explicou Paulo Romeiro. “A televisão é a ligação entre o adepto e a equipa e a experiência de visualização é um factor chave nestes momentos”.

Já a LG confirma a tendência. Diz Young Soh que a “experiência” permite “concluir que nos anos de grandes eventos internacionais de futebol existe um aumento na procura de televisores por parte dos consumidores”.

Mas se o aumento das vendas em ano de Mundial de futebol não aparece como uma total surpresa, a novidade é que as vendas registadas este ano estão a superar as vendas de 2016, ano em que decorreu o Europeu de futebol e no qual Portugal acabou por se sagrar campeão.

“De acordo com os dados disponíveis, entre janeiro e abril de 2016, a LG vendeu 74 mil unidades enquanto no mesmo período de 2018 já vendeu 78 mil televisores”, revela a marca sul-coreana. Já a rival Samsung é mais cautelosa na comparação e diz apenas que “ainda é cedo para afirmar que as vendas deste ano vão superar as de 2016, mas estamos no bom caminho”.

Por seu lado, a Worten diz ainda que o valor de vendas deste ano supera as vendas equiparadas na altura do Euro 2016 em 42%.

Que televisores estão os portugueses a comprar?
A probabilidade de na próxima sexta-feira haver portugueses a ver a Seleção Portuguesa de Futebol num televisor com um ecrã que tem entre 45 a 55 polegadas e resolução Ultra HD (4K) é grande. Porquê? São as duas grandes tendências do momento.

“As tendências mostram que a procura tem vindo a aumentar consideravelmente no segmento das TVs de grande dimensão (acima das 49”)”, adiantou a LG. “Este ano, o segmento de 55 polegadas da Samsung é o que apresenta um maior crescimento de vendas em valor”, refere a empresa por seu lado.

“Nalguns segmentos, chegamos a registar vendas mais de seis vezes superiores às do período homólogo do ano passado. Nesta categoria, os modelos mais procurados são, concretamente, os Led Ultra HD de 61 a 65 polegadas”, adiantou a Worten.

Já relativamente ao Ultra HD, a LG diz que os televisores 4K têm valido, em média, e em valor, cerca de 55% das suas vendas. “A marca vendeu 10 mil unidades (4K) em 2016, menos de metade das 28 mil comercializadas nos primeiros quatro meses de 2018”. Já a Samsung diz que representam 60% das vendas totais de mercado em valor e a Worten 50% do total de vendas de televisores.

Nota: Notícia alterada no dia 19 de junho. Young Soh é diretora de marketing da LG e não diretor como referido anteriormente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
President of the European Commission Ursula von der Leyen (L) and President of the European Council Charles Michel give a press conference during the second day of a special European Council summit in Brussels on February 21, 2020, held to discuss the next long-term budget of the European Union (EU). (Photo by kenzo tribouillard / AFP)

Conselho Europeu termina em Bruxelas sem acordo

Jerónimo Martins é dona do Pingo Doce

Lojas Pingo Doce “que estavam perto da Mercadona cresceram”

Hebe

Jerónimo Martins expande marca Hebe para Eslováquia e República Checa

Mundial de futebol faz disparar venda de televisores em Portugal