Tecnologia

Mundial de futebol faz disparar venda de televisores em Portugal

Venda televisores mundial futebol
Foto: REUTERS/Leonardo Benassatto

LG e Samsung, as marcas que mais vendem, falam numa aceleração das vendas nas últimas semanas.

Quando a Seleção Portuguesa de Futebol entrar em campo pela primeira vez no Mundial, na próxima sexta-feira, milhares de portugueses vão acompanhar o jogo em televisores novos em folha. É o desporto a funcionar como catalisador da economia: o Mundial de futebol fez aumentar a venda de televisores em Portugal.

Quem o diz são as subsidiárias portuguesas da LG e da Samsung, as maiores vendedoras de televisores em território nacional.

“O mercado dos televisores em Portugal tem vindo a registar nas últimas semanas uma tendência de crescimento. (…) Esta tendência positiva traduz-se num crescimento das vendas de televisores LG de 2017 para 2018, que aumentou de 71 mil unidades em 2017 (dados de janeiro a abril de 2017) para 78 mil unidades no período homólogo de 2018”, revelou a diretora de marketing da divisão de entretenimento doméstico da LG, Young Soh, ao Dinheiro Vivo.

“Como esperado, nas últimas semanas, foi registado um crescimento de mercado. É um crescimento previsível face a uma maior atividade promocional que se tem vindo a registar nas últimas semanas, especialmente no final do mês de maio. A Samsung acompanhou a tendência e quase que duplicou o número de unidades vendidas ao comparar os valores de maio com os valores de março e abril”, disse por seu lado Paulo Romeiro, diretor de marketing e vendas de eletrónica de consumo da Samsung.

Também a Worten, um dos principais retalhistas de eletrónica no mercado português, confirma o bom momento de vendas. “Desde 17 de maio, data de arranque da nossa campanha do Mundial, e até ao dia 3 de junho, as vendas cresceram 50% face a igual período de 2017”, adiantou a empresa ao Dinheiro Vivo.

O aumento de vendas à boleia do Mundial está longe de ser uma novidade para estas marcas. Sempre que há grandes eventos desportivos internacionais, sobretudo aqueles que estão ligados ao futebol, a venda de televisores dispara.

“O território futebol é muito emocional e tem um impacto muito forte no adepto e consumidor português”, explicou Paulo Romeiro. “A televisão é a ligação entre o adepto e a equipa e a experiência de visualização é um factor chave nestes momentos”.

Já a LG confirma a tendência. Diz Young Soh que a “experiência” permite “concluir que nos anos de grandes eventos internacionais de futebol existe um aumento na procura de televisores por parte dos consumidores”.

Mas se o aumento das vendas em ano de Mundial de futebol não aparece como uma total surpresa, a novidade é que as vendas registadas este ano estão a superar as vendas de 2016, ano em que decorreu o Europeu de futebol e no qual Portugal acabou por se sagrar campeão.

“De acordo com os dados disponíveis, entre janeiro e abril de 2016, a LG vendeu 74 mil unidades enquanto no mesmo período de 2018 já vendeu 78 mil televisores”, revela a marca sul-coreana. Já a rival Samsung é mais cautelosa na comparação e diz apenas que “ainda é cedo para afirmar que as vendas deste ano vão superar as de 2016, mas estamos no bom caminho”.

Por seu lado, a Worten diz ainda que o valor de vendas deste ano supera as vendas equiparadas na altura do Euro 2016 em 42%.

Que televisores estão os portugueses a comprar?
A probabilidade de na próxima sexta-feira haver portugueses a ver a Seleção Portuguesa de Futebol num televisor com um ecrã que tem entre 45 a 55 polegadas e resolução Ultra HD (4K) é grande. Porquê? São as duas grandes tendências do momento.

“As tendências mostram que a procura tem vindo a aumentar consideravelmente no segmento das TVs de grande dimensão (acima das 49”)”, adiantou a LG. “Este ano, o segmento de 55 polegadas da Samsung é o que apresenta um maior crescimento de vendas em valor”, refere a empresa por seu lado.

“Nalguns segmentos, chegamos a registar vendas mais de seis vezes superiores às do período homólogo do ano passado. Nesta categoria, os modelos mais procurados são, concretamente, os Led Ultra HD de 61 a 65 polegadas”, adiantou a Worten.

Já relativamente ao Ultra HD, a LG diz que os televisores 4K têm valido, em média, e em valor, cerca de 55% das suas vendas. “A marca vendeu 10 mil unidades (4K) em 2016, menos de metade das 28 mil comercializadas nos primeiros quatro meses de 2018”. Já a Samsung diz que representam 60% das vendas totais de mercado em valor e a Worten 50% do total de vendas de televisores.

Nota: Notícia alterada no dia 19 de junho. Young Soh é diretora de marketing da LG e não diretor como referido anteriormente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

INE confirma défice de 3% em 2017. CGD entra mesmo.

Lucília Gao com Joana Marques Vidal no dia da sua tomada de posse como diretora do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa © DR-Ministério Público

Lucília Gago é a nova PGR. Tudo o que precisa de saber

No final de 2019 Estado terá mais 11 400 novos funcionários

Outros conteúdos GMG
Mundial de futebol faz disparar venda de televisores em Portugal