Munna e Ginger & Jagger: Design português já se vende no Harrods

ng3100377

Desde novembro deste ano que as marcas portuguesas Munna e Ginger & Jagger, da empresa Urbanmint, são comercializadas pelo Harrods, em Londres, tornando-se nas primeiras marcas nacionais de design de mobiliário a serem vendidas nos armazéns britânicos.

O processo de internacionalização das duas marcas inclui já a presença anual nas feiras de design Decorex e Super Brands, em Londres, entre outras. As poltronas da Munna marcam ainda presença em vários hotéis da capital inglesa. Agora, chega a vez do Harrods, que dirigiu o convite às marcas nacionais por considerar que “o design inovador, a criatividade e o detalhe de cada peça correspondem ao elevado nível de exigência do seu público”, explica a Urbanmint em comunicado.

Representantes do Harrods vieram a Portugal para conhecer de perto a história e o processo de produção de cada uma das marcas que se revelaram estar à altura do desafio. A visita resultou num “convite duplo”: a Munna e a Ginger & Jagger vão colaborar com o The Studio at Harrods – um estúdio de design de interiores premiado, especializado em projetos residenciais de alto luxo para todo o mundo.

Além disso, as duas marcas estarão expostas, a partir de janeiro de 2014, no piso dedicado ao design de mobiliário dos armazéns Harrods.

A CEO de ambas as marcas de design de mobiliário, Paula Sousa, considera “uma honra” ter estabelecido a parceria com o Harrods. “Mas é, acima de tudo, um sinal da qualidade e do valor do nosso trabalho. Assinalámos, uma vez mais, e da melhor forma, o crescimento do design português internacionalmente. As marcas portuguesas precisam de visibilidade e esta é uma das melhores montras mundiais: o Harrods regista 14 milhões de visitantes por ano; e é este universo que poderá conhecer de perto as peças das portuguesas Munna e da Ginger & Jagger e adquiri-las”, conclui.

Leia também: Exportar ajuda à economia. Mas exportações portuguesas têm cada vez menos tecnologia

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

Angela Merkel e Donald Trump. Fotografia: REUTERS/Kevin Lamarque

FMI corta crescimento da Alemanha, mas Espanha ainda compensa

Outros conteúdos GMG
Munna e Ginger & Jagger: Design português já se vende no Harrods