Não é só Lisboa e Porto. Há hotéis a nascer em 37 concelhos do País

Nos últimos três anos foram lançados 256 novos projetos hoteleiros, mostra a Confidencial Imobiliário

A recente pulverização do fluxo turístico a todo o País já se sente nas prioridades dos investidores. No ano passado, Lisboa e Porto continuaram a concentrar a preferência de quem investe em alojamento hoteleiro, mas, ao todo, o investimento chegou a 37 concelhos do País.

Os dados compilados pela Confidencial Imobiliário mostram que entre 2015 e 2018, nasceram projetos para 256 unidades hoteleiras em Portugal. Só em 2017, tinham sido 84 os novos projetos e, no ano passado, registaram-se outros 81.

Durante este período, as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto foram os principais destinos de investimento em novos hotéis, representando 35% e 25%, respetivamente, das unidades em carteira. O Algarve, por sua vez, apresentou uma quota de 7%, praticamente duplicada pelo Centro e Norte, com pesos de 15% e 13% e, por fim, o Alentejo pesou 5%.

No ano passado, houve 37 concelhos a receber novos projetos hoteleiros. Em Lisboa surgiram 19 unidades em carteira, enquanto o Porto recebeu 21 unidades. Cascais (3), Coimbra (2) e Alcácer do Sal (2) também apresentaram mais do que uma unidade em pipeline.

Os maiores hotéis em licenciamento encontram-se em Grândola (Carvalhal) e Gaia e têm uma área superior a 15 mil metros quadrados.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de