Exploração espacial

NASA contrata nove empresas para regressar à Lua

NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute/Handout via REUTERS     ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY - RC125D49A390
NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute/Handout via REUTERS ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY - RC125D49A390

A agência aeroespacial norte-americana celebrou contratos com nove empresas para regressar à Lua e fazer dela uma área de serviço no caminho até Marte

A NASA elegeu nove empresas privadas sediadas nos Estados Unidos para levar cargas científicas e tecnológicas para o espaço que garantam o regresso da agência espacial à Lua. Este é o primeiro passo do projeto de regressar e ficar na Lua que a NASA torna público.

As empresas que vão ajudar a NASA neste processo são a Astrobic Technology, Deep Space Systems, Draper, Firefly Aerospace, Intuitive Machines, Lockheed Martin Space, Masten Space Systems, Moon Express e Orbit Beyond. Todas as empresas são especializadas nas mais variadas áreas ligadas à tecnologia aeroespacial.

“O anúncio marca um progresso tangível no regresso dos Estados Unidos à superfície da Lua para ficar. A inovação das empresas aeroespaciais dos Estados Unidos, unida aos nossos grandes objetivos em ciência e exploração humana, vai ajudar-nos a alcançar coisas incríveis na Lua e avançar a caminho de Marte”, referiu Jim Bridenstine, administrador da NASA, em comunicado.

Os contratos devem ser postos em prática a partir do início de 2019 e permanecerão em vigor por um prazo e quantidade de materiais ainda indeterminados, sem ultrapassar os 2,6 mil milhões de dólares, para cada.

“Estas missões iniciais vão permitir importantes demonstrações de tecnologia que vão fundamentar futuros sistemas de exploração necessários para que os humanos retornem à superfície lunar e ajudem a preparar a agência para enviar astronautas para Marte”, pode ler-se no comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
NASA contrata nove empresas para regressar à Lua