Empresas

Navigator vota distribuição de quase 100 milhões aos acionistas

navigator
DR

O principal acionista da Navigator é a Semapa, com uma posição total imputável de 69,3% no capital do grupo.

A Navigator vai hoje votar, em assembleia-geral extraordinária, a distribuição de quase 100 milhões de euros de reservas da sociedade aos acionistas, conforme foi comunicado ao mercado em novembro.

Em comunicado enviado, na altura, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa, que se dedica às áreas da pasta e papel, referiu que a reunião tem como ponto único “deliberar sobre a proposta de distribuição aos acionistas de reservas da sociedade”.

Num outro documento, a papeleira detalhou que “tem inscrito na rubrica ‘reservas livres’ do respetivo balanço individual aprovado e auditado em 31 de dezembro de 2018, o montante total de 197.292.250,00 euros”.

Assim, o grupo disse que “não existem impedimentos de conservação do capital, nem outros legais ou estatutários à realização de uma distribuição parcial de reservas inscritas na referida rubrica, no valor de 99.138.919,82 euros”, que é equivalente a 0,1394 euros por ação em circulação, segundo a informação divulgada à data.

“O referido valor por ação tem em consideração o montante de 6.316.931 ações próprias em carteira, propondo-se igualmente que aquele valor total de reservas a distribuir seja atualizado à data do pagamento, caso se verifique a alteração do número de ações próprias, de modo a que se mantenha inalterado o valor proposto distribuir por cada ação em circulação”, explicou a companhia.

A empresa garantiu ainda que, “após a distribuição do referido montante de reservas, [continuará] a ter uma situação líquida adequada para a prossecução da sua atividade, tendo em consideração os objetivos por esta estabelecidos para o efeito”.

O principal acionista da Navigator é a Semapa, com uma posição total imputável de 69,3% no capital do grupo, de acordo com a informação na página da internet da empresa.

Em 29 de outubro, a companhia informou o mercado de que o seu resultado líquido se tinha fixado em 147,5 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, uma redução de 14,1% face ao lucro do mesmo período do ano passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Recuperar poder de decisão na TAP obriga Estado a pagar mais

Humberto Pedrosa é o acionista do consórcio Gateway.

TAP: Humberto Pedrosa realça a não nacionalização da empresa

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

TAP: Sindicato do Pessoal de Voo espera que acordo proteja postos de trabalho

Navigator vota distribuição de quase 100 milhões aos acionistas