Tecnologia

Netflix quer pôr-nos a vibrar (literalmente) com cenas de ação

Netflix
(DR)

Em julho, o serviço de streaming vai ter o regresso de dois dos seus pesos pesados: Stranger Things e A Casa de Papel.

A Netflix está a testar novas funcionalidades e formas de agarrar os utilizadores, agora que anunciou a subida do preço das mensalidades no Reino Unido e se especula que os aumentos cheguem a outros países. Segundo o CincoDías, a plataforma está a testar a vibração nos telemóveis, para utilizar durante sequências de ação, à semelhança do que já acontece com alguns videojogos. Com essa funcionalidade, a experiência do utilizador durante o visionamento de séries e filmes seria mais interativa.

É uma novidade que surge quase na mesma altura que a Netflix lança o trailer da terceira temporada de Stranger Things, uma das mais icónicas séries do serviço de streaming, cuja estreia está marcada para 4 de julho. Outro dos pesos pesados da plataforma, A Casa de Papel, tem também o seu regresso marcado para 19 de julho.

Portugal teve direito a uma promoção própria, com a inspetora Raquel a assumir uma nova identidade: vai passar a chamar-se Lisboa e, num spot de divulgação, recebeu uma chamada do “professor de Portugal”, numa alusão à chamada que Marcelo Rebelo de Sousa fez a Cristina Ferreira, aquando da estreia do seu programa na SIC.

Até ao momento, não há informação oficial de aumentos de preços em Portugal, como aconteceu no Reino Unido. No mercado português, a Netflix tem disponíveis três planos: 7,99 euros (1 ecrã), 10,99 euros (HD e dois ecrãs em simultâneo) e 13,99 euros (Ultra HD e quatro ecrãs em simultâneo).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Netflix quer pôr-nos a vibrar (literalmente) com cenas de ação