Networkme vai estudar comportamento de 20 mil universitários

Plataforma portuguesa que ajuda estudantes na carreira profissional, anunciou o lançamento do"Estudo Profissional do Futuro". A partir de experiências gamificadas vai analisar preferências e características dos futuros profissionais.

A Networkme vai desenvolver um "Estudo Profissional do Futuro" para analisar preferências e características da nova geração de futuros profissionais. A plataforma portuguesa que ajuda universitários na carreira profissional quer avaliar​ 20 mil pessoas com idades entre os 17 e 24 anos.

O objetivo é avaliar os hábitos comportamentais e laborais que caracterizam a geração de estudantes portugueses. O estudo terá uma estrutura gamificada (através de atividades), revela a Networkme em comunicado.

"Será um estudo pormenorizado, onde vamos poder mapear as principais características das novas gerações, os seus interesses, aquilo que procuram para as suas carreiras e nas empresas que os irão acolher nas suas primeiras experiências profissionais", avança o cofundador e CEO da Networkme, Felipe Vieira.

Como incentivo à participação no estudo, os jovens podem ganhar um computador portátil ou o financiamento total de propinas durante o ano. Como se aumenta as hipóteses de ganhar? Através da acumulação de pontos e da realização de atividades de investigação.

"Queremos ser uma peça fundamental na ligação dos novos talentos às empresas, construindo uma relação de confiança com base na compreensão mútua das expectativas e interesses das novas gerações de profissionais" atesta o responsável.

Através do estudo, a plataforma espera não só encontrar diferenças culturais entre as gerações, como explorar a hipótese de existirem jovens que adquiram NFT (ativos não fungíveis) ou investiam em criptomoedas.

O "Estudo Profissional do Futuro" será publicado em setembro deste ano e as conclusões deverão "contribuir positivamente para a estratégia de posicionamento das empresas, assim como a nível de produto e expansão internacional", sendo que a SONAE, NOS, The Navigator Company, Natixis, Synopsys e El Corte Inglés são empresas parceiras do estudo, conclui a Networkme.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de