energia eólica

New Finerge adquire controlo de mais cinco parques eólicos em Portugal

Fotografia: Orlando Almeida
Fotografia: Orlando Almeida

Os interessados na operação têm agora 10 dias úteis para se pronunciarem sobre esta aquisição.

A New Finerge, sociedade que comprou em 2015 à italiana Enel a sua carteira de parques eólicos em Portugal, notificou a Autoridade da Concorrência da aquisição de controlo exclusivo de mais cinco gestoras de parques eólicos, revela um aviso.

As cinco empresas compradas são a Empreendimentos Eólicos do Rego, Eolcinf – Produção de Energia Eólica, Parque Eólico do Vale de Abade, Biowatt – Recursos Energéticos e a Eolflor – Produção de Energia Eólica, todas empresas dedicadas à gestão de parques eólicos no território nacional.

Segundo o aviso, publicado no portal daquela autoridade, a notificação data de quinta-feira, e os interessados na operação têm agora 10 dias úteis para se pronunciarem sobre esta aquisição.

A New Finerge, o segundo maior produtor de energia eólica em Portugal, depois da EDP Renováveis, resultou de ativos da Finerge, controlada pelos espanhóis da Endesa, depois comprada pela italiana Enel.

A New Finerge gere um grupo de empresas subsidiárias ativas na produção de energia eólica em Portugal, e integra o grupo luxemburguês First State Investments Fund Management.

A Finerge arrancou com o negócio da cogeração (produção simultânea de energia térmica e mecânica, normalmente convertida em energia elétrica) e em 1999 fez o seu primeiro investimento eólico em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

New Finerge adquire controlo de mais cinco parques eólicos em Portugal