Nissan

Nissan contesta multa por manipulação de emissões poluentes

O fabricante automóvel japonês Nissan anunciou hoje que vai recorrer na justiça da decisão das autoridades sul-coreanas

O fabricante automóvel japonês Nissan anunciou hoje que vai recorrer na justiça da decisão das autoridades sul-coreanas que lhe impuseram uma multa por manipulação das emissões poluentes dos motores a ‘diesel’ de um dos seus modelos.

“A Nissan continua a desmentir firmemente as acusações sul-coreanas segundo as quais nós utilizámos ‘um sistema arbitrário e injustificado’ ou um dispositivo ilegal no veículo. Ainda que tenhamos pagado a multa, nós vamos interpor recurso para o tribunal administrativo da ação do ministério do Ambiente”, declarou a Nissan em comunicado.

Em meados de maio, o governo sul-coreano exigiu a retirada de centenas de viaturas do modelo em causa, o Nissan Qashqai, e anunciou uma multa de 330 milhões de won (250 mil euros), apoiando-se em testes que revelam que o Qashqai desativava o seu mecanismo de redução de emissões a partir de uma temperatura de 35 graus.

Seul avançou ainda com uma queixa-crime contra a Nissan invocando infrações ambientais.

Esta decisão seguiu-se a investigações levadas a cabo a 20 modelos de viaturas a ‘diesel’ em dezembro na Coreia do Sul, na sequência do escândalo de emissões da Volkswagen.

A Nissan, parceira do fabricante francês Renault, negou qualquer manipulação de dados.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Nissan contesta multa por manipulação de emissões poluentes