NOS começa a vender telemóveis 5G. O primeiro chega sábado e é da Huawei

O terminal da Huawei é o primeiro com capacidade 5G a ser comercializado em Portugal

O 5G ainda não teve arranque comercial em Portugal, mas a NOS começa já esta semana a comercializar smartphones preparados para esta nova tecnologia. O primeiro chega sábado, é da Huawei e tem um custo superior a mil euros.

"Como operador líder em comunicações e entretenimento a NOS é, mais uma vez, pioneira no lançamento da tecnologia que fará a diferença na vida pessoas e das empresas. Depois do lançamento do primeiro serviço eSIM e do primeiro tarifário para smartwatch, hoje a NOS dá mais um passo decisivo no caminho para o 5G com o lançamento do primeiro smartphone 5G ready”, afirma Daniel Beato, diretor de Marketing particulares da NOS, citado em nota de imprensa.

O equipamento será comercializado por 1.099,99 euros, mas a operadora dá a opção de compra a prestações. O cliente terá de fazer a entrega de uma entrada de 199,99 euros, podendo optar pelo pagamento do remanescente em 24 ou 36 prestações mensais, de 37,5 euros ou 25 euros, respetivamente. Ou seja, esta opção implica uma fidelização de dois a três anos.

Leia ainda: NOS quer ganhar vantagem no 5G em Portugal apostando nas cidades e empresas

Bruxelas colocou 2020 como a data para o arranque do 5G na Europa. Espanha e Reino Unido são alguns dos mercados em que já decorrem pilotos com arranque comercial desta tecnologia, mas em Portugal não há ainda informação sobre possíveis cidade piloto, nem uma definição sobre o modelo de atribuição de frequências, nem valor que o Estado poderá encaixar com um possível leilão.

Os operadores têm vindo, em cima de frequências temporárias atribuídas pela Anacom, a realizar testes com esta tecnologia. A NOS, por exemplo, realizou em julho no festival NOS Alive uma transmissão 5G, tendo ainda testado a condução de carros de emergência à distância com recurso a esta tecnologia.

Veja aqui o vídeo: NOS. Testar 5G a conduzir um carro de emergência? “Em breve” poderá ser real

A NOS optou pela Huawei, com quem mantém parceria no 5G na infraestrutura, para o lançamento dos primeiros terminais com capacidade para esta tecnologia.

A tecnológica chinesa tem estado envolta em polémica, depois da administração Trump ter alegado perigo de segurança nacional para as redes 5G que usem equipamento da empresa chinesa.

Nos EUA a tecnológica foi colocada inclusive numa lista negra, que faz com que empresas norte-americanas como a Google ficassem limitadas na sua colaboração com a companhia. Este caso, que gerou dúvidas sobre possível atualização do sistema operativo Android em futuros terminais, afastou mesmo a Huawei do lote de smartphones com que, por exemplo, a Vodafone arrancou o 5G no Reino Unido e em Espanha.

A NOS mostra-se tranquila com o tema. "A Huawei já prestou esclarecimentos sobre os equipamentos que estão presentes portefólio ativo, onde se inclui o Huawei Mate 20X 5G", reagiu fonte oficial da operadora quando questionada pelo Dinheiro Vivo sobre eventuais receios com futuras atualizações do sistema operativo.

Para acompanhar a chegada desta nova tecnologia, a NOS lançou também uma página online de uma operadora totalmente dedicada ao universo 5G.

(notícia atualizada a 2 de agosto às 12h12 com posição da NOS)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de