Luanda Leaks

NOS nomeia novo chairman depois da renúncia de Brito Pereira

Ângelo Paupério, Chairman da Sonaecom
( José Carmo / Global Imagens )
Ângelo Paupério, Chairman da Sonaecom ( José Carmo / Global Imagens )

Jorge Brito Pereira, antigo advogado de Isabel dos Santos, tinha apresentado na semana a sua demissão, depois do seu nome surgir no Luanda Leaks.

Ângelo Paupério é o novo chairman da NOS, anunciou a operadora. O gestor Sonae foi o nome escolhido para substituir Jorge Brito Pereira, que na semana passada renunciou à presidência não executiva da operadora, depois de o seu nome ter surgido no processo de investigação Luanda Leaks.

A nomeação de Ângelo Paupério, antigo Co-CEO da Sonae SGPS, cargo que dividia com Paulo Azevedo, surge pouco dias depois da saída de Jorge Brito Pereira e de dois outros administradores não executivos, Paula Oliveira e Mário Leite, envolvidos no Luanda Leads. Os administradores eram representantes de Isabel dos Santos na operadora.

Isabel dos Santos tem uma parceria com a Sonae na Zopt, veículo que controla a maioria de capital da NOS.

No grupo Sonae desde 1989, Ângelo Paupério é um dos gestores de confiança do grupo, tendo sido com Paulo Azevedo Co-CEO da Sonae SGPS, até Cláudia Azevedo ter assumido a liderança. Atualmente, é administrador não executivo da Sonae.

A nomeação de Paupério surge no mesmo dia em que os ex-administradores iriam ser ouvidos pela Comité de Ética e pela Comissão de Governo Societário da operadora que queria saber sobre o seu envolvimento em transferências de vários milhões de dólares dos cofres da Sonangol para o pagamento de alegados serviços de consultadoria à offshore Matter Business Solutions, com sede no Dubai, controlada por pessoas ligadas a Isabel dos Santos. Um total de 115 milhões de dólares teria sido transferido de forma pouco clara.

A decisão da NOS foi conhecida depois da acionista Sonae ter admitido estar a acompanhar o caso “com atenção e preocupação”.

“Neste contexto, foi desde já garantido que os órgãos competentes da sociedade estão a avaliar a situação de forma rigorosa e com sentido de urgência”, disse a Sonae.

O caso já motivou pedido de informação da CMVM à NOS. O regulador de mercados está também a analisar transações envolvendo ações da companhia.

(notícia atualizada com correção do cargo anteriormente ocupado por Ângelo Paupério no grupo Sonae)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. FILIPE FARINHA/LUSA

Marcelo promulga descida do IVA da luz consoante consumos

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

NOS nomeia novo chairman depois da renúncia de Brito Pereira