Patrocínios

NOS reage a ataque a jogadores e nega intenção de rescindir com Sporting

Bruno Carvalho, presidente do SCP. Fotografia; ANTÓNIO COTRIM/LUSA
Bruno Carvalho, presidente do SCP. Fotografia; ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Operadora nega intenção de rescindir contrato com o Clube de Alvalade, informação avançada pelo O Jogo

A NOS já reagiu ao ataque de que foram alvo os jogadores e equipa técnica do Sporting na terça-feira na Academia do Sporting em Alcochete e nega estar a estudar rescindir patrocínio ao clube de Alvalade.

“A NOS está chocada e repudia os incidentes ocorridos ontem, os quais vêm ensombrar o desporto português e o futebol em particular”, diz a operadora em comunicado. “Acontecimentos tão graves como estes não se podem repetir, pelo que a NOS apela a todos aqueles que têm responsabilidades, diretas ou indiretas, no futebol português para que garantam que situações pouco dignificantes como esta não voltem a suceder”, continua a operadora. “Estamos confiantes de que estes incidentes darão origem a uma reação que levará à irradicação de todos os comportamentos inaceitáveis no desporto português”.

A operadora liderada por Miguel Almeida nega ainda a intenção de rescindir o contrato fechado com o clube de Alvalade em 2015 por 12,5 épocas, na ordem dos 515 milhões.

“A NOS aproveita para negar que, ao contrário da notícia veiculada no Jornal “O JOGO”, estaria a estudar a eventual rescisão do contrato com o Sporting Clube de Portugal”.

A reação da NOS chega depois de a Altice, concorrente e patrocinadora do FC Porto, já ter criticado o ataque aos jogadores e equipa técnica do clube de Alvalade.

É a primeira reação de um dos patrocinadores principais do Sporting que até ao momento se têm mantido silenciosos. Contactados pelo Dinheiro Vivo, Caixa Geral de Depósitos e Super Bock Group não quiseram comentar o assunto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
NOS reage a ataque a jogadores e nega intenção de rescindir com Sporting