formação

A nova academia de formação da Efacec

Ângelo Ramalho

A academia de formação da Efacec foi renovada. Mast3r Academia Efacec conta com novos parceiros e novos programas formativos para os trabalhadores.

Alargar competências, impulsionar a gestão do talento e a retenção dos colaboradores e promover o sentimento de pertença à empresa. Estes são os objetivos centrais da renovada escola de formação da Efacec, que passa a designar-se Mast3r Academia Efacec. O projeto foi anunciado em março e esta semana arrancaram as aulas.

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, explica ao Dinheiro Vivo as novidades e os desafios inerentes a este novo projeto da empresa.

O que é a Mast3r Academia Efacec?
A Mast3r Academia Efacec é a nova academia de formação da Efacec. Resulta da evolução do anterior modelo de formação, apresentando-se com objetivos mais ambiciosos e matérias adaptadas à nova realidade da empresa e dos segmentos de negócio onde está presente.
Além de um conceito inovador que assenta em três “escolas” – Corporativa, Gestão e Tecnológica -, orientadas para o desenvolvimento de competências específicas, respetivamente comportamentais, de gestão e tecnológicas, a Mast3r Academia Efacec fez parceria com as algumas das mais conceituadas empresas nestas áreas. Aqui destacamos a Porto Business School, o INESC TEC e a SDO Consulting.

Quais os objetivos?
Desenvolver e alargar competências que nos permitam a concretização do nosso plano estratégico, promover a gestão do conhecimento, impulsionar a gestão do talento, a retenção dos colaboradores e promover o sentimento de pertença à empresa.

A Efacec já tinha uma academia de formação. O que muda com esta renovação?
A Efacec Academy foi fundada em 2010 e deu corpo ao modelo de formação até aos dias de hoje. Tinha uma oferta formativa em várias áreas, que procurava dar resposta às necessidades de formação identificadas no âmbito da avaliação de desempenho individual de cada colaborador.
A Mast3r Academia Efacec reflete um novo modelo de formação, pensado a médio prazo e alinhado com o novo modelo de Gestão de Pessoas da Efacec e com o plano estratégico Efacec 2020 em curso. Introduz três escolas de formação, com o objetivo de focar a oferta formativa naquelas que são as prioridades estratégicas de desenvolvimento de competências (comportamentais, de gestão e tecnológicas), que nos permitirão apoiar a concretização da nossa estratégia de negócio. Esta estrutura de escolas também nos permite que os módulos formativos sejam comuns a várias funções e a várias áreas de negócio, promovendo a transversalidade, as sinergias, e a partilha de conhecimento. Foram também introduzidos programas de formação estruturados por famílias de funções, com módulos obrigatórios e recomendados, que permitem a cada colaborador compreender qual o percurso formativo preconizado para a sua função na organização. Estes programas são depois complementados com ações de desenvolvimento individuais, definidas entre colaborador e chefia no âmbito da avaliação de desempenho.
Outra introdução importante é o estabelecimento de parcerias com entidades e especialistas de referência nos vários domínios de competência, que nos permite trazer para “dentro de casa” aquilo que de melhor se faz no mercado. Ao mesmo tempo, vamos também dar maior ênfase à formação interna, dando palco aos nossos especialistas internos para que possam partilhar aquilo que de melhor se faz dentro da Efacec.

De que forma está desenvolvido o plano de formação da empresa?
A estratégia definida para a formação é de longo prazo, pelo que foram definidos programas de formação com módulos de cada uma das escolas a concretizar até 2020.
Para o plano anual de formação, são definidos, dentro da oferta formativa de cada escola, os módulos de cada programa de formação que serão disponibilizados, tendo em conta as prioridades estratégicas de cada ano.
A par disso, no âmbito do processo anual de avaliação de desempenho, são recolhidas as necessidades de formação individuais complementares de cada colaborador.
Com base nestes dois inputs é construído o plano anual de formação da empresa, que garante desta forma um total alinhamento com a estratégia da empresa e com as necessidades de desenvolvimento de cada colaborador.

Leia também: Despedimento coletivo ensombra Efacec

Que colaboradores vão frequentar a Academia, durante quantas horas e em que áreas?
As ações da Mast3r Academia Efacec serão concretizadas num plano de formação a três anos que irá abranger todos os colaboradores da Efacec. Em 2018, o Plano de Formação prevê a participação de cerca de 84% dos colaboradores, das diferentes famílias funcionais. As metodologias pedagógicas serão variáveis, conjugando métodos mais expositivos com estudos de caso, formação experiencial, coaching, entre outras.

Como se interliga esta formação com as funções na empresa?
Podemos responder-lhe com um exemplo: o 700 Recruta Mais, que visa o recrutamento de profissionais para os diferentes negócios e diferentes famílias funcionais da empresa, com foco nos negócios relacionados com as novas tendências observadas nos setores em que atuamos, como a mobilidade elétrica e a automação. A Mast3r Academia Efacec será uma ferramenta importante para promover a integração e gestão destes colaboradores, garantindo um alinhamento das suas competências às necessidades do negócio e promovendo oportunidades de desenvolvimento que desenvolvam o seu sentido de pertença à empresa, aumentando o potencial de retenção.
No âmbito da Mast3r Academia Efacec foi desenvolvido um novo programa de onboarding que facilita a integração de novos colaboradores e estes novos profissionais serão integrados nos percursos de formação definidos por família funcional de forma a desenvolverem as suas competências comportamentais, tecnológicas e de gestão.

Quais são os parceiros novos deste projeto e porquê a escolha dos mesmos?
A Efacec procurou reunir parceiros de excelência e relevantes nas suas áreas de intervenção. A Porto Business School encontra-se entre as melhores escolas de negócio europeias, de acordo com o Financial Times European Business Schools Ranking. O Inesc Tec é uma entidade de excelência que se centra em atividades de investigação científica e desenvolvimento tecnológico, transferência de tecnologia, consultoria avançada e formação e pré-incubação de novas empresas de base tecnológica. A SDO Consulting é uma empresa de consultoria portuguesa, especializada em capital humano, com 24 anos de experiência alinhada com as melhores práticas internacionais e assentes em metodologias sustentadas no âmbito dos recursos humanos, customer management, consultoria de gestão, avaliação e desenvolvimento de capital humano e formação.

Onde são lecionadas estas formações?
Os módulos formativos irão decorrer nas instalações da empresa, mas também em instalações de entidades parceiras. As cargas horárias de cada módulo serão variáveis de acordo com os seus objetivos e enquadramento, podendo ir de 3 horas (por exemplo, formação em segurança) a 50 horas (por exemplo, formação em línguas). A formação será tendencialmente em horário laboral, podendo existir formação em horário pós-laboral em situações pontuais que sejam vantajosas tanto para o colaborador como para a empresa.

Há algum certificado atribuído aos formandos?
A Efacec é uma entidade certificada pela Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT), pelo que os formandos receberão um certificado de formação profissional relativo aos módulos frequentados no âmbito da Mast3r Academia Efacec.
Para além disso, existem no âmbito da Mast3r Academia Efacec programas de certificação específicos, que permitem o acesso a certificação de competências atribuídas por entidades de referência nacional e internacional. Neste âmbito destacamos o programa de certificação em gestão de projetos, cuja conclusão permite aos nossos gestores de projeto serem certificados pelo Project Management Institut (PMI), e a parceria com o ISQ no âmbito da certificação em Passaporte de Segurança.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Jan de Pooter, CEO Tranquilidade (Foto: Filipa Bernardo/ Global Imagens)

Tranquilidade vende posição na Europ Assistance

Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

Número de desempregados inscritos no IEFP em mínimos de 16 anos

Vieira da Silva, ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social.  Foto: Tiago Petinga/LUSA

Economia garante aumento real para 80% das pensões em 2019

Outros conteúdos GMG
A nova academia de formação da Efacec