EDP

Nova central da EDP no Brasil conclui entrada em operação comercial

António Mexia, CEO da EDP
António Mexia, CEO da EDP

A nova central hidroelétrica da EDP no Brasil, recebeu autorização para iniciar a operação comercial da quarta e última unidade geradora.

A nova central hidroelétrica da EDP, em São Manoel, no Brasil, recebeu autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para iniciar a operação comercial da quarta e última unidade geradora, anunciou esta sexta-feira a empresa.

A barragem de São Manoel, na fronteira do Mato Grosso com o Pará foi construída em parceria entre CTG Brasil, EDP e FURNAS, com 175 megawatts (MW) de capacidade instalada.

A hidroelétrica, na qual foram investidos 4,1 mil milhões de reais (976,4 milhões de euros), passa assim a funcionar com toda a sua capacidade instalada, de 700 MW, gerando um volume de energia equivalente ao consumo de cerca de 2,5 milhões de consumidores.

“Pela terceira vez consecutiva, a EDP e os seus parceiros conseguiram entregar uma central hidroelétrica antes do prazo regulatório”, afirmou em comunicado o presidente da EDP Brasil, Miguel Setas.

Segundo a nota, esta é a terceira obra da EDP Brasil entregue com antecipação, após Cachoeira Caldeirão, em 2016, e Santo Antônio do Jari, em 2014, ampliando o abastecimento de energia em cerca de 1.300 MW, suficiente para abastecer 4,6 milhões de habitantes.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

Segurança Social Direta

Formulários para apoios a recibos verdes ficam disponíveis segunda-feira

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Nova central da EDP no Brasil conclui entrada em operação comercial