EDP

Nova central da EDP no Brasil conclui entrada em operação comercial

António Mexia, CEO da EDP
António Mexia, CEO da EDP

A nova central hidroelétrica da EDP no Brasil, recebeu autorização para iniciar a operação comercial da quarta e última unidade geradora.

A nova central hidroelétrica da EDP, em São Manoel, no Brasil, recebeu autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para iniciar a operação comercial da quarta e última unidade geradora, anunciou esta sexta-feira a empresa.

A barragem de São Manoel, na fronteira do Mato Grosso com o Pará foi construída em parceria entre CTG Brasil, EDP e FURNAS, com 175 megawatts (MW) de capacidade instalada.

A hidroelétrica, na qual foram investidos 4,1 mil milhões de reais (976,4 milhões de euros), passa assim a funcionar com toda a sua capacidade instalada, de 700 MW, gerando um volume de energia equivalente ao consumo de cerca de 2,5 milhões de consumidores.

“Pela terceira vez consecutiva, a EDP e os seus parceiros conseguiram entregar uma central hidroelétrica antes do prazo regulatório”, afirmou em comunicado o presidente da EDP Brasil, Miguel Setas.

Segundo a nota, esta é a terceira obra da EDP Brasil entregue com antecipação, após Cachoeira Caldeirão, em 2016, e Santo Antônio do Jari, em 2014, ampliando o abastecimento de energia em cerca de 1.300 MW, suficiente para abastecer 4,6 milhões de habitantes.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Nova central da EDP no Brasil conclui entrada em operação comercial