Jogos

Nova edição do Minecraft para usar na sala de aulas

MinecraftEducation. Fotografia: DR
MinecraftEducation. Fotografia: DR

Microsoft altera o popular jogo Minecraft para ser mais um auxiliar na educação. A nova edição estará disponível no verão

A Microsoft anunciou esta terça-feira uma nova edição do Minecraft para a Educação e novas ferramentas de aprendizagem mais inclusivas no OneNote. Com estes dois lançamentos, a Microsoft pretende ajudar os estudantes a desenvolverem todas as suas competências e a maximizarem o seu potencial.

A edição do Minecraft para Educação, que é essencialmente o mesmo popular jogo de blocos, porém com alguns recursos extras direcionado ao seu novo propósito, estará disponível em todo o mundo, no verão, e será gratuita durante o primeiro ano para que possa ser adotada pelos professores no próximo ano letivo.

De acordo com um comunicado da empresa, “neste momento, milhares de escolas em mais de 40 países já usam o Minecraft na sala de aula”. Acrescentando que “esta nova edição é mais ambiciosa e está ainda em desenvolvimento por um conjunto de professores”.

Os dez títulos de jogos de vídeo que vão marcar 2016 estão aqui

Entre as novidades, contam-se um novo site, onde os professores podem encontrar uma série de recursos como planos de aulas ou o programa ‘Mentores Minecraft’, que reúne os professores já experientes no uso do Minecraft na sala de aula com aqueles que o fazem pela primeira vez.

A nova edição do Minecraft para educação pretende estimular a aprendizagem e desenvolver a criatividade e colaboração, aplicando a tecnologia a novas formas de interação, nomeadamente através da exploração e simulação de jogos. O objetivo é incentivar os alunos a aprender através da resolução de problemas que surgem ao longo do jogo, e que exigem o seu pensamento crítico, colaboração e criatividade, em tempo real.

Ao trazer o Minecraft para as salas de aula, a Microsoft acredita que “está a capacitar professores e alunos para ensinar e aprender através da exploração e interação com um mundo virtual, onde é possível simular o mundo real, de forma lúdica e divertida”. Os alunos mais novos são envolvidos na aprendizagem de questões relacionadas com cidadania digital, empatia e habilidades sociais, melhorando até mesmo a sua alfabetização, enquanto os mais velhos têm a possibilidade de explorar questões mais difíceis, ao mesmo tempo que adquirem conhecimentos básicos de engenharia e programação.

De acordo com Vânia Neto, diretora para a área da Educação na Microsoft Portugal, “na Microsoft acreditamos que a tecnologia pode e deve ser aplicada em novas formas de aprendizagem, que sejam inspiradoras e permitam aumentar a motivação, envolvimento e interação”.

A Microsoft anunciou ainda a disponibilização de novas ferramentas de aprendizagem no OneNote, mais inclusivas e desenhadas para alunos com necessidades especiais.

É o caso da nova barra de ferramentas add-in para as versões OneNote 2013 e 2016, que melhora a leitura e aprendizagem, em particular junto dos alunos que têm dislexia ou autismo. A aplicação permite uma leitura mais imersiva, melhora a opção de ditado e aumenta o texto de autoria, possibilita um maior foco dos alunos, melhorando a sua atenção e a velocidade de leitura, ao mesmo tempo que promove níveis superiores de compreensão.

Outras das novidades é o Office Lens, que permite rapidamente selecionar o conteúdo de um documento ou pasta através de uma fotografia e um clique. Depois de tirar a foto, o conteúdo pode ser enviado diretamente para o OneNote, fomentando assim uma maior partilha e colaboração.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Céu cinzento de Londres. Fotografia: D.R.

Portugal fora do corredor turístico britânico. Madeira e Açores entram

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Recuperar poder de decisão na TAP obriga Estado a pagar mais

O presidente do conselho de administração da TAP, Miguel Frasquilho. (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Frasquilho: Reestruturação da TAP “não vai ser isento de dor”

Nova edição do Minecraft para usar na sala de aulas