Tech

Novabase com lucros de 4,7 milhões. Entrega 99,4% dos lucros aos acionistas

Sede da Novabase, em Lisboa.
Sede da Novabase, em Lisboa.

Tecnológica vai propor a entrega de 4,7 milhões de euros aos acionistas, um payout de praticamente 100%

A Novabase fechou o ano passado com lucros de 4,7 milhões de euros, uma quebra de 1% face a 2017. A companhia gerou um volume de negócios de 148,7 milhões de euros, mais 6% do que em relação ao período homólogo do ano anterior, com o mercado externo a contribuir com 54% do total.

A empresa anunciou ainda que vai propor na assembleia geral (AG) de acionistas a distribuição de 4,7% milhões em dividendos. “Este pagamento, que corresponde a um montante equivalente a 99,4% do resultado líquido consolidado, representa um dividendo de 15 cêntimos de Euro por ação”, informa a Novabase em comunicado enviado ao mercado.

“Os resultados de 2018 estão positivamente impactados pela alteração do modelo de reconhecimento de receita associado à entrada em vigor da norma IFRS 15. Mesmo excluindo esse efeito, os objetivos estabelecidos no guidance anual foram atingidos”, refere o CEO João Nuno Bento, citado em comunicado.

A norma IFRS 15 teve um impacto de 6,5 milhões no volume de negócios – para os 148,7 milhões, com o mercado externo a representar 54% – e no EBITDA na ordem dos 2,1 milhões, para 10,3 milhões de euros.

O CEO destaca ainda o “excelente desempenho” da geração de caixa, que atingiu um valor de 10,7 milhões, deduzindo o valor de 5,5 milhões distribuídos em dividendos e interesse que não controlam. “A Novabase continua a deter balanço muito robusto, que permite manter em aberto várias opções estratégicas. Com esta base, proporemos na AG o pagamento de um dividendo de 15 cêntimos por ação, que corresponde a um payout de praticamente 100% e um yield em torno dos 7%”, destaca João Nuno Bento.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Novabase com lucros de 4,7 milhões. Entrega 99,4% dos lucros aos acionistas